Rui Rocha é CEO de empresas lideradas por antigo autarca de Avelar

0
663

O antigo presidente da Câmara de Ansião, o social-democrata Rui Rocha, é o novo CEO (presidente executivo) do Grupo SNSV liderado pelo empresário Alfredo Moreira, que foi presidente da Junta de Freguesia de Avelar, nos dois últimos mandatos.
O anúncio foi feito ontem pelo grupo empresarial, sediado no Parque Empresarial do Camporês, naquele concelho do Norte do distrito de Leiria, através de um comunicado. “O economista Rui Rocha será o novo CEO do Grupo SNSV que integra sete empresas e que opera em vários sectores de actividade, em Portugal e no estrangeiro”, refere o documento.
“Num momento importante para o Grupo, face à diversificação de actividade e aos novos desafios que se apresentam, é entendimento que se torna decisiva a aposta na inovação, um dos factores do sucesso nos 26 anos de actividade”, refere a administração, considerado que “com esta ambição que pretendemos continuar a dar o nosso contributo para a economia local e nacional, apostando na consolidação do nosso Grupo”.
Rui Rocha terminou o seu mandato como presidente da Câmara de Ansião no passado dia 20 de Outubro quando transmitiu tarefas para o socialista António José Domingues, que venceu as eleições. Depois de mais de duas décadas dedicadas ao município, onde exerceu funções de adjunto, vereador, vice-presidente e presidente durante dois mandatos, Rui Rocha anunciou a sua intenção de não se recandidatar ao cargo, levando o PSD a “recuperar” o seu antecessor, Fernando Marques, que acabou por perder as eleições de 1 de Outubro para o PS.
Cinco dias depois da tomada de posse dos novos órgãos autárquicos, Rui Rocha constituiu a empresa Rui Novo Rocha – Consultoria Unipessoal, Lda” com o objecto de consultoria para os negócios e a gestão, assim como formação profissional.
Agora, o grupo empresarial liderado por Alfredo Moreira – que em 2009 conquistou a Junta do Avelar para o PSD, e que se recandidatou a um segundo mandato em 2013, não se recandidatando nas últimas eleições – anunciou que Rui Rocha assumiu as funções executivas, como CEO, nesta quinta-feira, 2 de Novembro.
O Grupo SNSV detém sete empresas, algumas das quais manteve negócios, nos últimos meses, com a Câmara de Ansião presidida pelo agora CEO, nomeadamente ao nível da rede viária e sistemas de água, envolvendo vários contratos por ajustes directos de centenas de milhares de euros.
O grupo teve origem na SNSV – Sociedade Nacional de Sinalização Vertical, fundada em 1991, considerada líder de mercado na área da segurança e sinalização vertical rodoviária e um dos principais empregadores do concelho de Ansião. Em 2003, é criada a Miranvias – Pintura e Sinalização, que se dedica à pintura e marcação de todo o tipo de vias rodoviárias, mais tarde é também criada a Miranvias Angola.
Dez anos depois, Alfredo Moreia cria a JLM Transportes, que se foca na área dos transportes rodoviários de mercadorias. Um ano depois nasce a Segmento Provável, uma empresa que tem como principal área de actividade o sector das águas e saneamento. Mais recentemente, a família Moreira criou a Ansiturismo, uma unidade hoteleira, no centro da vila de Ansião, que agrega o alojamento local à saúde e bem-estar. Um empreendimento turístico inaugurado no passado mês de Setembro. Para o próximo ano o grupo prevê a abertura da Residência Sénior do Nabão, focado no bem-estar sénior.

Partilhar
Artigo anteriorAssociação Artística Marquês de Pombal inaugura sede
Próximo artigoRestaurante Vintage volta a participar no Tejo Gourmet

Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.