“Les Voix du 7Lunes” encerra Festival Sete Sóis Sete Luas

0
314
O grupo “Les Voix du 7Lunes” é formado por cinco músicos, de origens diferentes

A edição deste ano do Festival Sete Sóis Sete Luas, uma rede cultural que junta 30 cidades de dez países do mediterrâneo e do mundo lusófono, da qual Pombal faz parte, encerra hoje com um espectáculo musical na Praça Marquês de Pombal.
A partir das 21h30, com entrada livre, a animação estará a cargo do grupo “Les Voix du 7Lunes”, uma produção original do festival, resultante do trabalho conjunto de cinco músicos provenientes das várias margens do Mare Nostrum e dos mundos lusófonos e francófonos: o oud e o violino de El Wafir, do norte de África (fundador do histórico grupo Rádio Tarifa); a voz de Éden Holan, de Israel; as percussões, a voz e a guitarra de Kafmaron, da ilha da Reunião; as tammorre (percussões da região de Nápoles) e a voz de Valentina Ferraiuolo, do Sul da Itália; e a voz e o contrabaixo de Sofia Neide, de Portugal.
“Todas estas culturas musicais e instrumentais diferentes encontram-se, partilham tradições e criam temas musicais inéditos que testemunham a possibilidade de compreensão e colaboração, transmitindo as vibrações emocionantes dos países da rede do Festival Sete Sóis Sete Luas”, refere a organização, destacando a “programação muito diversificada e sempre de qualidade e nível internacional”, que teve início no dia 23 de Junho.

Partilhar
Artigo anteriorPSP deteve suspeito de cultivo e tráfico de droga
Próximo artigoTrail Lama Solta é já este domingo
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.