Veterinarices

0
1451

Olá boa gente interessada em bicharada!
No inicio de um ano há sempre o expressar de votos e de intenções para o seu decorrer. Eu só desejo que haja alegria e bem-estar permanentemente em vós. É lógico que para tal vir a suceder, tudo o resto que seja vosso desejo estará implicito, economizando palavras, pensamento e tempo. Quase uma preguiça. E isto conduz-nos, no mundo dos animais de companhia, a atentar no bem-estar de que os nossos animais necessitam. O ritmo diário das espécies varia e não é nada igual ao dos humanos, embora se adaptem e ajustem aos horários que lhes são impostos pelos detentores. E essa capacidade de adaptação ao ambiente diverso que cada dono tem é fruto de um instinto de sobrevivência e da procura de conforto. Ao tornarmos desconfortável para um canídeo o “aliviar-se” em qualquer lugar, evitamos conspurcar com fezes e urina o espaço comum do nosso lar e ambiente. Ao controlar-se a reprodução, evita-se a ocorrência indesejada de reacções associadas a um comportamento de acasalamento e o mal-estar do animal por repressão ou não satisfação dessa necessidade. Ao proporcionar uma alimentação adequada, estamos a evitar pela base a ocorrência de doenças digestivas e metabólicas. Ao vacinar e desparasitar, previnem-se doenças muitíssimo graves e tudo isto aumenta o bem-estar animal e, claro, o nosso.
A disciplina e existência de regras de comportamento não é repressão, mas oferece estabilidade e segurança à maioria dos animais e permite uma melhor convivência entre outras espécies e nós. Aumenta o prazer de viver que todos procuramos. É-se dono de um animal por gosto e/ou por conveniência e não para ter e causar mau viver para nós e para os nossos bichos companheiros.
Bem hajam e até breve!

Carlos Tomaz | Médico Veterinário

Partilhar
Artigo anteriorO Bombeiro
Próximo artigoEm memória do Holocausto