CDS de Pombal debate futuro da Sicó em conferência

0
703

A concelhia do CDS-PP de Pombal vai organizar no próximo dia 15 de Junho (sábado) uma conferência sobre SICÓ, a realizar na Associação Recreativa e Cultural de Pousadas Vedras, freguesia da Redinha.

A estrutura política local, presidida por Telmo Lopes, espera, com esta iniciativa, “contribuir para a existência de uma dinâmica de desenvolvimento que permita a execução de projectos relevantes para a região”.

Numa nota enviada à imprensa, os centristas pombalenses advertem para a “desertificação populacional” do país e que, nos últimos anos, se tem vindo a agravar. Na origem desta situação estão, no entender do CDS-PP, factores como a baixa natalidade, a migração dos jovens e a baixa taxa de fixação de novos residentes. “A alteração desta situação deve ser a prioridade política nacional”, salienta a concelhia. Contudo, e “considerando que o governo central e as suas instituições não têm capacidade para lidar com este problema, tem de ser o poder autárquico a liderar o processo que contrarie e inverta esta tendência, envolvendo a sociedade civil, associações, empresas e outras instituições”, refere a estrutura na mesma nota nota de imprensa.

“A concelhia de Pombal do CDS-PP quer fazer parte deste processo, pelo que decidiu avançar com a realização de uma conferência subordinada ao tema “Sicó – Ideias para o Futuro”, explica.

Para isso, convidou um conjunto de oradores, “meticulosamente escolhido, de forma a permitir aos participantes o enriquecimento dos seus conhecimentos sobre a região e o respectivo potencial”.

“Em simultâneo, pretendemos que, através da troca de experiências e aptidões entre todos os intervenientes – académicos, empresários, cientistas, ecologistas, autarcas – surjam pistas e ideias que permitam potenciar todas as qualidades do território, nomeadamente os seus produtos endógenos e o seu património cultural e ambiental”, acrescenta a mesma nota.

A concelhia de Pombal do CDS-PP desafia “todos aqueles que gostam de Sicó e que querem fazer algo pelo seu futuro” para que participem na conferência “e dêem o seu contributo nesta missão, que deve ser de todos, de proteger e desenvolver o maciço de Sicó”.

O programa tem início às 09h30, estando a sessão de abertura a cargo do presidente da concelhia. Os painéis da manhã vão abordar temas relacionados com o turismo, espécies autóctones e exploração florestal, gestão do património, mas também a sua promoção, e ainda o Plano de Gestão da Rede Natural 2000, ZEC Sicó-Alvaiázere. Ainda antes do almoço há debate. Durante a tarde, há actividades ao ar livre, mesas redondas, um momento cultural e a sessão de encerramento.