Presidente da Câmara de Pombal prescinde de ser vacinado contra a Covid-19

0
669

O presidente da Câmara Municipal de Pombal, Diogo Mateus, não pretende ser vacinado contra a Covid-19, alegando que é preciso dar prioridade aos profissionais de saúde e maiores de 80 anos, anunciou hoje a autarquia.
Numa nota de imprensa, a edilidade salienta que o Despacho nº 1090-D/2021 da Presidência do Conselho de Ministros define os presidentes de Câmaras Municipais, enquanto responsáveis principais da protecção civil, como “prioritários no processo de vacinação”. Todavia, o autarca de pombalense prescinde de ser vacinado.
“Defendo que todos os cidadãos se vacinem, que o Estado deve ser criterioso e que o Plano Nacional de Vacinação seja executado a um ritmo muito elevado”, considera o edil, frisando que prescinde da vacinação a favor de todos os cidadãos com mais de 80 anos.
Na opinião de Diogo Mateus, a publicação do Despacho do Primeiro-Ministro, datado de 26 de Janeiro, “resulta de um processo lamentável de atropelo e respeito pelas pessoas mais prioritárias e mais confrontadas com o risco, como médicos, enfermeiros, assistentes e administrativos dos hospitais e centros de saúde, assim como os maiores de 80 anos de idade, onde se regista maior número de óbitos”.

Carina Gonçalves