Licínio Carvalho poderá ser novo presidente do Centro Hospitalar de Leiria

0
172

Licínio Carvalho poderá vir a ser nomeado presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), sucedendo a Hélder Roque que cessou funções a 31 de Maio. O processo de nomeação estará a ser avaliado pela Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CReSAP) e deverá estar encerrado em breve.
A confirmar-se, Licínio de Carvalho, actual vogal executivo do conselho de administração, ocupará o lugar até final do mandato dos actuais órgãos directivos que termina no final do ano.
Licenciado em Direito e com pós-graduação em Administração Hospitalar pela Escola Nacional de Saúde Pública, Licínio Carvalho é vogal executivo do CHL desde 2011, tendo sido anteriormente administrador delegado e executivo do Hospital de Santo André entre 2001 e 2011, administrador delegado dos hospitais distritais de Pombal (1995/2001) e de Faro (1994/1995) e administrador do Hospital Distrital de Leiria (1991/1994).
Recorde-se que Hélder Roque apresentou a sua demissão em finais de Fevereiro, tendo renunciado ao cargo no final de Abril, tendo permanecido em funções até à passada sexta-feira, 31 de Maio.
No momento em que cessou funções, Hélder Roque dirigiu uma comunicação a todos os colaboradores do Centro Hospitalar de Leiria, que integra os hospitais de Leiria, Alcobaça e Pombal.
Na mensagem, o médico manifesta “o grato privilégio” que teve em desempenhar funções na instituição ao longo de quase 14 anos, “e nela trabalhar convosco para, passo a passo, oferecer cada vez melhores e mais qualificados cuidados de saúde à população que servimos.”
“Servir o CHL, na sua nobre missão de corresponder às necessidades das suas populações na prestação de cuidados de saúde e de contribuir para a afirmação pública e para o crescimento e diferenciação do CHL, foi, assim, uma honra a que procurei corresponder afincadamente com pleno respeito, lealdade, dedicação, empenho e determinação”, escreveu.

Partilhar
Artigo anteriorCorredor ribeirinho “vai aproximar a população do centro da freguesia”
Próximo artigoCentro Recreativo e Folclórico da Charneca celebra aniversário
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.