O Centro Sócio-Cultural Recreativo e Folclórico da Charneca comemorou, no passado domingo, dia 2, o seu 43º aniversário com uma caminhada solidária e um almoço-convívio que juntou sócios e amigos da colectividade.
A importância do evento foi enaltecida por Álvaro Lopes, presidente da colectividade, que agradeceu a presença de todos os presentes, realçando a sua participação na caminhada que serviu para angariação de fundos para a associação. O dirigente desafiou todos os presentes a marcarem presença na “mega caminhada” que o Centro Sócio-Cultural irá realizar a 16 de Agosto, por ocasião das tradicionais Festas da Charneca, bem como no festival de folclore que terá lugar dois dias depois e que contará com a participação de cinco grupos folclóricos.
Por sua vez, Carla Longo, secretária da Junta de Freguesia de Pombal aproveitou para realçar a “pujança” daquele centro recreativo e folclórico, tendo-se referido à “capacidade de união e de trabalho” de todos os seus sócios e dirigentes.
Também Ana Maria Cabral, vereadora da Câmara de Pombal, sublinhou a importância das associações para “dar vida aos territórios”, como é o caso da aniversariante, a quem “o município só tem de agradecer por toda a união e vida” demonstrada ao longo dos seus 43 anos de existência.
Recorde-se que o Rancho Folclórico da Charneca foi fundado em 10 de Maio de 1976, e tem mantido a sua actividade ao longo dos seus 43 anos sem qualquer interrupção. A partir de 1978 teve lugar a constituição do Centro Recreativo Folclórico e Artístico da Charneca no qual o rancho foi integrado.
Foi, portanto, o rancho o progenitor daquela colectividade da freguesia de Pombal, a qual foi considerada de utilidade Pública a partir de Fevereiro de 1992.
Posteriormente, e por interesse manifestado pelos sócios, a fim de integrar e conferir valências adicionais à colectividade, foi alterada a sua designação para Centro Sócio-Cultural, Recreativo e Folclórico da Charneca.
A actividade do Centro passa pela componente cultural onde o seu rancho folclórico se destaca, com actuações de Norte a Sul do país, bem como no estrangeiro e, pela componente desportiva, nomeadamente nas áreas do Atletismo (Equipa Federada) e Futsal.

Partilhar
Artigo anteriorLicínio Carvalho poderá ser novo presidente do Centro Hospitalar de Leiria
Próximo artigoMisericórdia realiza jornadas para repensar o envelhecimento
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.