Já há entendimento para resolver parte dos problemas da Zona Industrial de Abiul

0
607

Parece que está no bom caminho a resolução de parte dos problemas da Zona Industrial de Abiul. A Fundação Dr. José Lourenço Júnior vai ceder dois lotes à Câmara Municipal de Pombal e em troca a autarquia compromete-se a pavimentar o acesso àquela infra-estrutura.


O problema não é novo, mas o elevado estado de degradação e a probabilidade de poder perder empresas ali sediadas levou a presidente da Junta de Freguesia a apelar à Câmara Municipal uma intervenção urgente.
Todavia, a questão da titularidade da Zona Industrial, que é propriedade da Fundação Dr. José Lourenço Júnior, tem sido um entrave, porque a Câmara não pode intervir num espaço que não é património municipal.
O processo de transferência da propriedade daquela área para a autarquia está em curso. Mas até isso acontecer a Zona Industrial continua a degradar-se e está a aumentar a insatisfação dos empresários ali sediados.
Assim, a solução encontrada passa por “a Fundação ceder já dois lotes à Câmara Municipal”, que se compromete a “pavimentar todo o acesso à Zona Industrial” e, desta forma, “conseguir resolver parte do problema”, contou ao Pombal Jornal a presidente da Junta, frisando que aquele “acesso está realmente em muito mau estado”.
“Penso que agora estamos no bom caminho” para resolver “parte dos problemas”, congratula-se Sandra Barros, salientando que na Zona Industrial de Abiul estão “cerca de 10 empresas e há cinco lotes por ocupar”, dos quais dois são propriedade da Fundação. Os restantes três “têm contratos que não foram cumpridos e, portanto, vão também reverter para a Fundação”.

Carina Gonçalves | Jornalista

*Notícia publicada na edição impressa de 04 de Agosto