Colisão com camião em fuga faz ferido grave e outro ligeiro no IC8

0
4951
Foto: João Carlos Alexandre

Duas pessoas ficaram feridas, uma delas com gravidade, na tarde desta segunda-feira (21 de Janeiro), após uma colisão rodoviária ocorrida ao Km 55 do Itinerário Complementar 8 (IC8), na localidade de Lagoas de Ceiras, freguesia de Abiul.
O alerta foi dado por cerca das 16h50 desconhecendo-se as causas e em que circunstâncias ocorreu o trágico acidente. Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Pombal, Paulo Albano, tratou-se de uma colisão rodoviária “entre um alegado pesado de mercadorias e um veículo agrícola”, tendo o condutor do camião prosseguido com a sua marcha.
Já o veículo agrícola, uma moto-enxada com reboque, foi parcialmente projectado para fora da estrada, para terrenos agrícolas confinantes com a via. Só a caixa reboque ficou imobilizada em pleno IC8.
O socorro foi prestado pelos quatro tripulantes das duas ambulâncias accionadas para o local, com o auxílio da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) afecta ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, para onde foram transportadas as duas vítimas, uma delas “com ferimentos considerados graves”, afirmou o comandante Paulo Albano.
A circulação rodoviária naquele troço do IC8 procedeu-se de forma condicionada durante as operações de socorro e até ser removida os destroços do veículo agrícola.
A ocorrência foi registada pelos militares da Guarda Nacional Republicana que iniciaram diligências no sentido de identificar e localizar o alegado veículo pesado de mercadorias, bem como a recolha de elementos de prova que possam esclarecer as causas e em que circunstâncias ocorreu a colisão.

Partilhar
Artigo anteriorNoémie Freire já é a primeira mulher especialista em submarinos
Próximo artigoCarrinha com seis trabalhadores despista-se na A1
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.