Cidade acolhe festival internacional de marionetas

0
253
Festival de Marionetas
A vereadora da Cultura, Ana Gonçalves, a directora executiva da Artemrede, Marta Martins, e o presidente da Câmara Municipal, Diogo Mateus, na apresentação do evento

A cidade de Pombal vai acolher, em Setembro e Outubro, o primeiro evento organizado pela Artemrede, um projecto ao qual aderiu no início do ano, e que agrega 15 municípios. Trata-se da primeira edição do Manobras – Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas e que, para além de Pombal, decorrerá igualmente em Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Sesimbra, Sobral de Monte Agraço e Tomar.
No total, Pombal acolherá quatro espectáculos (um internacional e três nacionais), dois projectos artísticos de território que promovem o envolvimento da população local, e uma oficina de marionetas destinada ao público mais jovem.
O evento, que foi apresentado, na passada terça-feira, em conferência de imprensa, na qual participaram o presidente da Câmara, Diogo Mateus, a vereadora do pelouro da Cultura, Ana Gonçalves, e a directora executiva da Artemrede, Marta Martins. Pretende ir “mais além da abordagem clássica do teatro de marionetas, tendencialmente destinada a crianças e jovens” e também “alcançar um público mais alargado, adulto e receptivo a propostas inovadoras e transdisciplinares”.
Segundo Marta Martins, o espectáculo “Tutu”, da companhia holandesa Lichtbende, a realizar a 28 de Setembro, “é um dos exemplos dessa vertente transdisciplinar” já que traz para o palco “músicos e manipuladores de marionetas num espectáculo que remete, esteticamente, para as primeiras décadas da invenção do cinema e para todo o ambiente musical que se vivia no período entre as duas grandes guerras”.
Já a companhia portuguesa Teatro e Marionetas de Mandrágora revisita, em “Queixa-te”, um clássico da literatura, D. Quixote, “explorando o lado satírico e burlesco do cavaleiro e fazendo pontes com o mundo contemporâneo”, adianta.
O presidente da Câmara Municipal de Pombal aproveitou para sublinhar o facto de aquele ser o primeiro evento do projecto de cooperação cultural Artemrede que o concelho irá acolher, e que não acarretará mais qualquer despesa para além dos montantes que o município já investe anualmente na rede.
Já Marta Martins enalteceu que os diversos espectáculos do “Manobras” serão realizados em vários locais da cidade, a fim de “chegar aos mais variados públicos”.

Partilhar
Artigo anteriorPombal em festa com Bodo de encontros e reencontros
Próximo artigoScoro Bicycle: a nova marca de bicicletas portuguesa
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.