Pombal em festa com Bodo de encontros e reencontros

0
3745
Procissão
A procissão de domingo à tarde é um dos pontos altos do programa das festas

A cidade de Pombal está em festa até à próxima terça-feira. É o Bodo, de flores garridas, ranchos e bandas. Encontros e reencontros. Ajuntamentos em romaria. Das procissões ao templo da Senhora do Cardal. Farturas, diversões, músicas e corridas. É a festa do povo. Solene e profana. Alvoradas, alegrias e festim.
Os festejos serão inaugurados ao final da tarde (18h30) desta sexta-feira numa sessão solene presidida pelo secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas.
O governante inaugurará, de seguida, a exposição “De Pombal para as trincheiras – In Memorium”, patente nos claustros dos Paços do Concelho. Por ocasião das comemorações do centenário dos militares portugueses à Flandres, a exposição pretende não só revisitar a memória colectiva enaltecendo-a e prestando-lhe homenagem, mas também prestar tributo aos combatentes pombalenses que em nome dos altos interesses da nossa pátria se sacrificaram.
Contando com objectos de colecções particulares, nomeadamente de Célio Dias, Rodrigues Marques, Orlando Lourenço e Maria Conceição Varela Pinto, para além da participação dos museus do Combatente e da GNR.
Deverão marcar presença, naquele momento, o pombalense Almirante António Silva Ribeiro, Chefe de Estado Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, ao qual se juntarão, entre outros, o General Chito Rodrigues, presidente da Liga dos Combatentes, o Tenente-Coronel João David, do Regimento de Artilharia 4 de Leiria e o Coronel Vasco Martins, do Museu da Guarda Nacional Republicana
O programa inaugural prevê ainda visitas às exposições de produtos locais e de actividades económicas. A noite será animada pelo H.M.B e por 3 DJ que irão animar o Largo do Arnado.
Mas o Bodo não fica por aqui. Ao todo são 21 espectáculos musicais, todos com entrada livre, e com a presença garantida de artistas de renome no panorama musical português como sejam os Xutos & Pontapés, Camané e David Carreira.
Um programa que “foi pensado para todas as idades e gostos”, refere a Câmara Municipal, que juntamente com a Associação de Desenvolvimento e Iniciativas Locais de Pombal (Adilpom) e a empresa municipal PMUGest, assume a organização.
“Numa área aproximada de 15,8 hectares – que abrange toda a zona central da cidade entre a zona desportiva e a zona histórica -, é possível assistir aos concertos, ao folclore, dançar ao som das músicas que irão ser colocadas por 14 DJ’s, mas também apreciar os produtos que vão ser apresentados por mais de 100 expositores”, acrescenta a autarquia.
Do vasto programa das festas fazem ainda parte cinco cerimónias religiosas, destaque para a procissão solene em honra de Nossa Senhora do Cardal, a ter lugar ao final da tarde de domingo, e a transmissão em directo, no sábado de manhã, do programa da TSF “Terra a Terra”. Dia em que decorrerá, igualmente, o XII Capítulo da Confraria do Bodo com a entronização de novas confrades e a atribuição do título de Confrade de Méritos a instituições e personalidades.
No largo da biblioteca estão instalados 14 divertimentos e pela cidade, devidamente assinalados, estão oito parques de estacionamento que vão ser servidos pela rede de transportes urbanos “Pombus”.
“Asseguradas também estão as já conhecidas e disputadas provas desportivas: Corrida do Bodo e Corrida das Farturas. E para quem aprecia mais o passeio que a corrida, está prevista a Caminhada do Bodo”, adianta a Câmara, referindo que as festas têm um orçamento global na ordem dos 250 mil euros, dos quais “25 a 30 mil euros” suportados pelo município.

Partilhar
Artigo anteriorPolitécnico de Leiria abre novo curso técnico superior profissional em Veículos Eléctricos e Híbridos
Próximo artigoCidade acolhe festival internacional de marionetas
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal”, quinzenário com o qual deixou de colaborar no final de Maio de 2020.