Município projecta melhorias para a Formiga

0
863

O Município de Pombal tem em curso um concurso público com vista à execução de um projecto de intervenção para a Zona Industrial da Formiga, prevendo que o mesmo esteja concluído no próximo mês de Agosto.

As couves foram plantadas na Rua da Indústria, uma das mais degradadas, em forma de protesto

O estado de degradação em que se encontram algumas das ruas do interior da mais antiga zona industrial de Pombal tem originado algumas críticas, não só pelos empresários ali instalados, como por parte dos muitos trabalhadores que ali exercem funções, como também por visitantes.
Recentemente, para assinalar a revolta perante o avançado estado de degradação em que encontra aquela área, surgiram plantadas algumas couves, na Rua da Indústria, em buracos existentes no pavimento.
Questionada pelo Pombal Jornal, a Câmara Municipal de Pombal referiu que a requalificação daquela área de localização empresarial está inserida na estratégia do executivo para o mandato em curso, “sendo uma matéria que integra o programa eleitoral sufragado pelos pombalenses”.
“O Município tem a decorrer o concurso público para a execução do projecto de intervenção da Zona Industrial da Formiga, sendo que as propostas já foram abertas no passado dia 3 de Janeiro”, afirma.
Tendo em consideração “o prazo de execução de 150 dias para a elaboração do projecto, e prevendo-se a sua adjudicação no final deste mês, a expectativa do município é que em Agosto próximo o projecto esteja concluído, para se poder lançar o concurso público de execução das obras de requalificação”, garante.

 

Partilhar
Artigo anteriorCaleiraeterna é hoje uma marca internacional
Próximo artigoAlunos da Escola Gualdim Pais baptizaram estrela e planeta
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.