Saúde Pública tranquiliza sobre caso de tuberculose em escola

0
1902

As autoridades de Saúde Pública garantem que o caso de tuberculose, diagnosticado a um aluno do Agrupamento de Escolas de Pombal, está controlado pelo que “não há razão de preocupação para a comunidade.”
Através de um comunicado, o Departamento de Saúde Pública, o CDP de Coimbra a Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral, informam que, “face ao diagnóstico de um caso de tuberculose” na escola de Pombal, foram desencadeadas as medidas “recomendadas para a investigação e controle da situação”, designadamente “a realização de rastreio à comunidade escolar, baseado em prova tuberculínica e RX Tórax”.
“A criança em quem foi diagnosticada a doença já se encontra em casa medicada e com estado de saúde satisfatório”, refere o comunicado, frisando que “todos os outros, foram submetidos aos exames habituais de rastreio.”
As mesmas autoridades esclarecem que “a tuberculose é uma doença infecciosa curável que exige particular colaboração e adesão dos doentes e da comunidade ao tratamento e às medidas de prevenção e controle”, e adianta que “desde que estas medidas sejam observadas, como aconteceu no presente caso, não há razão de preocupação para a comunidade.”
“A ocorrência está controlada e os serviços de saúde pública continuarão a dispensar a maior atenção à situação em apreço estando disponíveis para qualquer informação ou esclarecimento adicional”, conclui o documento.

Partilhar
Artigo anteriorGNR identifica “cadastrado” suspeito de furto de medicamentos
Próximo artigo“Não queremos aquela passadeira porque sabemos que é um perigo que ali está”
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.