Carlos Calika apresenta “Persistência da Visão” na Casa Varela

0
619

A Casa Varela – Centro de Experimentação Artística volta a abrir as suas portas a uma exposição de um artista pombalense. A partir de amanhã, e até ao dia 6 de Janeiro, o público pode passar pela Blackbox daquele espaço cultural da cidade de Pombal, situada no piso inferior, para ver “Persistência da Visão”, de Carlos Calika.
Na exposição, Carlos Calika apresenta as suas peças, desenvolvidas durante uma residência artística na Casa Varela, “que se inspiraram nas Persistências da Visão conhecidas desde o Antigo Egipto, Isaac Newton ou Cavaleiro d’Arcy”.

Carlos Calika tem ligação ao cinema

Com ligação ao Cinema, o artista pretende dar a conhecer a visão dos truques e ilusões baseadas neste conceito, utilizado como definição basilar para o que se chamou de “percepção do movimento” ou “movimento aparente” na arte cinematográfica.

Carlos Calika quer explorar estes conceitos, “construir e recriar os aparelhos e as ilusões por eles criadas, refletir sobre a evolução do meio audiovisual na nossa sociedade, assim como dar uma visão actual de como esses mesmos objetos afectaram a nossa vida e a forma como interagimos hoje com as imagens que nos rodeiam”.
Esta é uma exposição interactiva que fará, quem a visita,” abrir os olhos e despertar a mente”.

Pode ser vista de quarta a sexta-feira, entre as 16h e as 20h, e aos sábados, das 14h às 19h.

Partilhar
Artigo anteriorFim-de-Semana Gastronómico está de regresso aos Poios
Próximo artigoSeis queijos das Terras de Sicó entre os melhores de Portugal
Biólogo Marinho de formação e pós graduado em Turismo de Natureza, nunca exerceu profissionalmente em qualquer uma das áreas. Há uns bons anos iniciou-se nas lides radiofónicas e esse bichinho ainda hoje perdura. O gosto que tinha pelo Cinema, desde tenra idade, foi apurado nos tempos universitários e, por estes tempos, não passa um dia sem ver, no mínimo, um filme. Não perguntem qual o seu preferido pois o gosto pode variar consoante a hora. Balança de signo, mas Leão de coração, gosta de viajar e ambiciona conhecer os quatro cantos do mundo. Mas quem não sonha com o mesmo?