Vermoil distingue “dinamismo” de Móveis Ilídio da Mota e Associação de Dadores de Sangue

0
556

A Junta de Freguesia de Vermoil condecorou os Móveis Ilídio da Mota e a Associação de Dadores de Sangue de Outeiro da Ranha (ADSOR), na abertura do Bodo das Castanhas, que se realizou a 28 de Outubro. Esta homenagem é o reconhecimento do “dinamismo de ambas” e um “agradecimento por tudo o que fizeram e continuam a fazer pela freguesia”, justificou o presidente da Junta.

“Os Móveis Ilídio da Mota são um importante empregador da nossa freguesia, assim como uma empresa de referência no mercado do mobiliário e da decoração”, destacou Daniel Ferreira momentos antes da entrega da distinção, que aconteceu numa altura em que a empresa está a comemorar 60 anos de actividade.

Para o presidente da Câmara de Pombal, Pedro Pimpão, “é mais do que justa esta homenagem e reconhecimento”, uma vez que “os Móveis Ilídio da Mota são o exemplo de uma empresa de cariz vincadamente familiar, que tem nos valores subjacentes à sua actividade o reconhecimento e o trabalho exigente”.

“Este prémio é de todos aqueles que compõem a actual equipa, mas também de todos aqueles que já passaram pela empresa”, afirmou Ilídio da Mota, sublinhando que, volvidos 60 anos após o pai ter fundado a empresa, “continuamos a trabalhar em equipa e em família para levar a cabo os valores que nos foram incutidos pelo nosso pai: compromisso, profissionalismo, responsabilidade, criatividade e empreendedorismo”.

Já pelo seu “papel preponderante” foi distinguida a ADSOR, que desde 1978 vem promovendo recolhas de sangue, as quais “contribuem activamente para o stock do banco de sangue”, frisou Daniel Ferreira.

Pedro Pimpão elogiou “a mais-valia de um projecto que vai muito além das fronteiras da freguesia de Vermoil, do concelho de Pombal e da região Centro”, uma vez que a ADSOR “é exemplo único a nível nacional” de uma “instituição de cariz vincadamente voluntário”, que “periodicamente” contacta os dadores para fazer recolhas de sangue. “É realmente extraordinário” o trabalho que desenvolvem, enalteceu o autarca, frisando que esta instituição “é uma referência que deve ser estimada, valorizada e acarinhada”.

Nuno Elias, presidente da direcção, recebeu o prémio e garantiu que “é objectivo da ADSOR continuar a inovar”. Neste sentido, pretendem fazer melhorias na sede da associação, as quais consistem na “abertura de uma porta de emergência e construção de uma rampa de acesso, na parede oposta à entrada da cave”.

Por outro lado, “pretendemos requerer a qualidade de utilidade pública ao Governo”, anunciou aquele dirigente, dando conta do crescimento da associação. “Em 2021 inscreveram-se 1.433 dadores e foram efectuadas 1.094 colheitas”, que representam “um aumento de 36% de dadores inscritos e um aumento de 56% de dádivas relativamente a 2020”.

 

BODO DAS CASTANHAS FOI “NITIDAMENTE SUPERIOR” AO DOS ANOS ANTERIORES

O Bodo das Castanhas de Vermoil chegou ao fim na noite de 30 de Outubro, com uma enchente para assistir ao concerto do Toy. Foram três dias de festa, com uma grande afluência de pessoas e onde não faltaram as associações da freguesia, espectáculos musicais, a feira de frutos secos e desporto. “Foi muito bom”, considera o presidente da Junta.

“Esta edição foi nitidamente superior à dos anos anteriores em todos os aspectos: número de pessoas, número de refeições servidas, vendas de castanhas e frutos secos, participantes do BTT…”, salienta Daniel Ferreira, dando conta que “a afluência às tasquinhas foi quase o dobro”.

“O feedback relativo à nova disposição da tenda também foi positivo”, adianta o autarca, mostrando-se “mesmo agradecido ao padre Orlandino [Bom] por ter permitido” esta alteração. E no que toca à Junta de Freguesia, “esta aposta no aumento de área e na disposição da tenda é para manter”, porque “não só funcionou muito bem, como ainda superou as expectativas”.