Mural dá nova vida a edifício da família Marto

0
569

Não passa despercebido a ninguém o novo mural da cidade. A pintura, da autoria do luxemburguês Alain Welter, foi realizada na fachada lateral da loja de bicicletas da família Marto, junto ao Mercado Municipal, e retrata uma rã ao volante de uma bicicleta. A visibilidade do mural tem suscitado a curiosidade dos que passam no local, e nas redes sociais proliferam imagens deste trabalho do artista, integrado na programação do Festival Sete Sóis Sete Luas.

Lori (namorada do artista), Maria Helena, Alain Welter, António e Tiago Marto

Tiago Marto não esconde o orgulho pela escolha do edifício para esta obra de “street art”, evidenciando satisfação no resultado final. Para a realização da pintura, a Câmara Municipal contactou previamente António Jorge Marto e o filho, Tiago, que manifestaram abertura para a concretização do projecto naquele local. Depois disso, o contacto foi estabelecido com o próprio artista, que procurou ouvir a opinião da família sobre a pintura, antes de avançar. A opção por uma rã não é fruto do caso, como explica Tiago Marto, atendendo a algumas das críticas que têm surgido nas redes sociais. Esta não é a primeira vez que o “street artist” personifica animais nos seus trabalhos, recorrendo a eles para dar vida a inúmeros murais, como consta do seu portefólio. A escolha das cores pelo ilustrador foi também definida após consulta dos proprietários, que viram com bons olhos a opção pelo verde e pelo rosa, como tons dominantes, inspirada nas árvores ali próximas.
Durante quatro dias, a família Marto conviveu de perto com o artista e a namorada, a quem se referem como “muito simpáticos”. Tiago conta que, no domingo, a avó lhes ofereceu um prato de caldo verde “e eles adoraram”. Na hora da despedida, e atendendo ao relacionamento criado, as lágrimas escorreram de ambas as partes, conta o jovem, que relata ainda outra curiosidade: “eles não se foram embora sem nos comprarem uma bicicleta”.
O mural fica no edifício que alberga a mais antiga loja de comércio e reparação de bicicletas da cidade, adquirido há mais de 60 anos por Jorge Marto e Maria Helena, pais de António Marto e avós de Tiago. Foi ali que instalaram o negócio, a que as gerações seguintes haveriam de dar continuidade.
De salientar que o artista tem também patente uma exposição na Galeria do Teatro-Cine, “Beautiful Decay”, que pode ser visitada até ao final do próximo mês.