Festival Ti Milha prevê reforçar orçamento em 2022

0
300

O Festival Ti Milha 2022 vai receber um apoio municipal de seis mil euros. Esta é a maior comparticipação alguma vez dada a este evento e acompanha o aumento orçamental previsto pela organização a cargo da Associação Recreativa, Cultural e de Promoção Social da Ilha (ARCUPS).


“O TiMilha é um festival onde as gentes da Ilha se unem para mostrar ao resto do mundo toda a sua cultura e tradição, promovendo a harmonia entre música, dança e diversão”, refere a proposta de pedido de apoio aprovada pela Câmara Municipal na sua última reunião, realizada a 3 de Março.
Na altura, o executivo decidiu aprovar um “apoio pontual de seis mil euros” para um evento singular no concelho, que está “atento às questões de sustentabilidade e ao cuidado com o ambiente, cruzando todas as gerações num só espaço natural”.
“Realmente este apoio é superior ao dos anos anteriores”, reconheceu a vereadora Gina Domingues, frisando que a autarquia comparticipou este evento com dois mil euros em 2018 e 2.500 euros em 2019. Este ano, o acréscimo de financiamento por parte do município “acompanha o aumento do orçamento” da ACUPS, mas é também “o reconhecimento da importância do festival na dinâmica e promoção do nosso concelho e da nossa cultura”, justificou a responsável pelo pelouro da Cultura.
“O Festival Ti Milha tem vindo a ter uma grande visibilidade, quer a nível local, quer a nível nacional”, realçou o vereador Luís Simões, salientando que “é bom que se apoie este tipo de festivais”, que “são muito importantes para promover os produtos locais e o concelho”.

6.500 euros para actividades solidárias
Na mesma reunião, o executivo camarário deliberou ainda atribuir apoios no valor global de 6.500 euros que serão repartidos pela APEPI e o Banco Alimentar de Leiria-Fátima. Ambas as associações apoiam famílias carenciadas do concelho de Pombal.
A maior tranche vai para a Associação de Pais e Educadores para a Infância (APEPI), que vai receber cinco mil euros para comparticipar a actividade da Loja Social Compras Felizes.
Por sua vez, o Banco Alimentar de Leiria-Fátima vai ser contemplada com 1.500 euros. “Este é o primeiro ano que damos um apoio financeiro” a esta instituição, realçou a vereadora Catarina Silva, salientando que “até agora apenas prestávamos apoio em termos de transporte, uma ou duas vezes por ano, quando são realizadas as campanhas de recolha de alimentos”. Todavia, “achámos importante” responder positivamente a este pedido de apoio, contribuindo para que o Banco Alimentar de Leiria-Fátima “possa continuar a apoiar famílias carenciadas no nosso concelho”, garantindo-lhes “acesso a alimentação”. Neste momento, esta instituição ajuda 694 pessoas no território do município de Pombal.

Carina Gonçalves | Jornalista

*Notícia publicada na edição impressa de 17 de Março