Colisão entre automóvel e camião faz dois mortos no IC2

0
20521

Duas pessoas, um homem e uma mulher, com cerca de 80 anos de idade, morreram ao final da tarde desta segunda-feira, 7 de Maio, na sequência de uma colisão entre um automóvel ligeiro de passageiros e um veículo pesado de mercadorias. O trágico acidente ocorreu, por cerca das 19h15, no Itinerário Complementar 2 (IC2/EN1), na zona de Outeiro da Ranha, na freguesia de Vermoil (Pombal).
De acordo com informações recolhidas, o violento acidente ocorreu no momento em que o automóvel, onde seguiam as vítimas, vindo da estrada de acesso a Vermoil, se preparava para entrar no IC2/EN1, presumivelmente com destino a Carnide, no outro lado da estrada. O condutor do camião, que seguia no sentido Leiria-Pombal, não conseguiu travar a tempo de evitar a colisão.
O veículo pesado, que viajava sem carga, ficou atravessado, fora da estrada, imobilizando-se junto à zona de estacionamento de um restaurante, chegando a embater contra um poste de electricidade que tombou sobre o camião.
As vítimas não resistiram aos ferimentos, tendo o óbito sido declarado no local pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), afecta ao Centro Hospitalar de Leiria.
O camionista sofreu ferimentos considerados ligeiros, tendo sido assistido no local, não necessitando de ser transportado a unidade hospitalar.
No local do acidente estiveram 19 operacionais e dez viaturas dos bombeiros de Pombal, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), GNR e Infraestruturas de Portugal.
As causas do acidente, e em que circunstâncias ocorreu, estão a ser investigadas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação do Destacamento de Trânsito de Leiria, para depois apurar as respectivas responsabilidades.

Partilhar
Artigo anteriorMercado Medieval anima o Castelo durante três dias
Próximo artigoIdosa assaltada e espancada por quatro assaltantes
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal”, quinzenário com o qual deixou de colaborar no final de Maio de 2020.