Caminhada e festival de sopas marcam regresso da AREC

0
784

Cerca de 180 pessoas participaram, dia 27 de Março, na segunda edição do Eco-Trilho do Arunca, uma caminhada organizada pela Associação Recreativa e Cultural (AREC) da Ranha de Baixo, em parceria com a Junta de Freguesia de Pombal, e que culminou, tal como em 2019, ano de estreia, com um Festival de Sopas na sede da colectividade.
Com partida junto ao parque verde do açude, em Pombal, os participantes percorreram cerca de uma dezena de quilómetros de trilhos, na sua grande maioria nas margens do rio Arunca, e que ‘obrigaram’ a colectividade a preparar, inclusivamente algumas pontes para as travessias.
À chegada, os participantes tinham à espera um respasto onde as sopas, disponíveis em 10 variedades, eram o prato principal, confeccionadas por particulares e também pela comissão da capela do Travasso.

A iniciativa marca o regresso da AREC às actividades, depois do interregno forçado pela covid-19, mas traz, também, outras novidades. Armindo Miguel Santos, actual vice-presidente da direcção, sucede a Manuel Santos, o dirigente que conduziu os destinos da associação da freguesia de Pombal durante duas décadas.
Depois de uma ligação de 17 anos à colectividade, Armindo Santos assume pela primeira vez a pasta da presidência, pelo que, segundo revelou ao nosso jornal, este será um “mandato de continuidade”, assente naquele que são os três pilares das actividades anuais: o Eco-Trilho & Festival de Sopas (Março), a Caminhada da Cigarra e da Formiga (15 de Agosto) e o almoço do tortulho (23 de Outubro). A estas hão-de juntar-se muitas outras iniciativas, à semelhança de anos anteriores.
Armindo Miguel reconhece a dificuldade em encontrar sucessores para as direcções, mas sobretudo em cativar as camadas mais jovens para o associativismo que, no seu entender, assume um papel importante nas comunidades mais pequenas, sobretudo entre a população mais velha. A falta de recursos humanos obrigou inclusivamente a mudar o horário do bar, que está agora apenas aberto ao domingo à tarde. Antes da chegada da pandemia, o espaço funcionava todos os dias à tarde.

*Notícia publicada na edição impressa de 07 de Abril