“A VISITAR”, a crónica de viagens de Daniela Matinho

0
1775

Entre aviões e autocarros, finalmente cheguei a Salvador

Foram mais de 24 horas a viajar mas nem isso me impediu de ver Salvador com o meu olhar de descobridora.

Salvador é cor, é alegria, é samba, é precursão

Eu li, eu vi filmes e eu falei com amigos mas ainda assim Salvador “surpreendeu-me pela positiva”. O clima descontraído, o calor abrasador e a música samba nas ruas é simplesmente alucinante. Cada vez que saio à rua tenho a sensação que toda gente está de férias, não sei se pelo ar relaxado que aparentam ou se pelas roupas de praia que usam no centro da cidade.

As ruas e as cores

Sou fã de coisas coloridas, sempre fui! E aqui, felizmente para mim, a cor reina. A cor de pele negra da maioria dos habitantes, as roupas colorias das baianas ou mesmo a maquilhagem violeta choque que utilizam deixam-me a cada dia passa mais apaixonada por esta cultura.

A visitar

O centro histórico de Salvador é relativamente pequeno. Já visitei os pontos mais conhecidos: a Praça da Sé, o Pelourinho, o Elevador Lacerda, o Mercado Modelo e o porto náutico… No entanto, na minha opinião o melhor de Salvador é mesmo a arquitetura e o ambiente agitado das ruas.

A  comer

Ainda não comi feijoada, churrasco ou picanha mas já comi mais papaia, goiaba, maracujá e manga numa semana que nos últimos 3 anos.
Fiquem por aí para descobrir as minhas aventuras em Salvador durante o mês de Novembro.
Para me seguirem e verem fotos diárias da cidade. Podem sempre visitar o meu site www.danielamatinho.com ou o meu Instagram: danielamatinho

 

Partilhar
Artigo anteriorCâmara projecta rotunda para a entrada da cidade
Próximo artigoCulnatur e Acquavilla promovem magusto no feriado
Comunicadora por natureza, é uma jovem cheia de energia e com três grandes paixões: as Viagens, o Desporto e o Marketing. Actualmente a viajar a tempo inteiro pela América Latina, escreve activamente sobre as peripécias, os lugares e as culturas que tem vindo a explorar.