OPINIÃO | O Azul do Laço

0
484

Abril é o mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância. O Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco (NACJR) do Centro de Saúde de Pombal é uma entidade de primeira linha dos Cuidados de Saúde Primários no que concerne à intervenção nesta área.

O NACJR de Pombal tem vindo a apoiar crianças, jovens e as suas famílias, na infância e adolescência, na gravidez e puerpério, contribuindo para a promoção de um desenvolvimento saudável das crianças e jovens, para uma parentalidade positiva e na promoção e proteção das crianças e jovens.
A intervenção é realizada por uma equipa multidisciplinar constituída por Assistente Social, Enfermeira Especialista em Enfermagem Comunitária, Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica, Enfermeira, Médica de Medicina Geral e Familiar e Psicóloga Clínica e da Saúde, que articula internamente e colabora com outras entidades com responsabilidade em matéria de infância e juventude.Este ano o NACJR, durante o mês de abril, volta a promover atividades com vista à sensibilização quer da comunidade, quer dos profissionais, sobre a problemática dos maus tratos na primeira infância. Assim, convidamos a conhecer o laço azul e a sua história no seu centro de saúde, e a saber mais sobre o tema.

Sabia que os primeiros 1000 dias do bebé são primordiais? Este período compreende o período da gravidez e os dois primeiros anos após o nascimento o bebé.
As primeiras interações com o bebé começam muito antes do seu nascimento. Quando as mães, pais e cuidadores começam a falar, cantar para o feto e/ou através do toque na barriga. No final do segundo trimestre da gravidez, o feto em desenvolvimento consegue ouvir e reage às emoções. A criação do vínculo com o bebé não é automática e imediata, mas gradual. Necessita de tempo, compreensão e amor para que possa existir e funcionar adequadamente.
A construção desse laço afetivo na gestação é fundamental. É através dessa relação afetiva que a mulher conseguirá vivenciar a gravidez de maneira saudável e ter uma maior vinculação com o seu bebé; favorece a formação de vínculos afetivos em gravidezes futuras; e a organização e maturação da identidade da criança. Vai influenciar o desenvolvimento emocional e intelectual do bebé.
À nascença, o bebé consegue reconhecer a voz dos pais e outras figuras importantes. Desde os primeiros meses é essencial manter tempo de qualidade com o bebé, segurando-o, embalando-o, olhando-o, confortando-o, cuidando das suas necessidades, sorrindo, contando histórias, ouvindo música, envolvendo-se nas brincadeiras, conhecendo-o mais profundamente e observando a sua resposta às interações com os pais e/ou cuidadores.
Se verificar que ao longo do tempo não sente envolvimento com o seu bebé, fale a este respeito com o seu médico e/ou enfermeiro de família, ou procure a nossa equipa no Centro de Saúde de Pombal. Estamos disponíveis para ajudar. Sabemos que os primeiros 1000 dias felizes do bebé resultam num desenvolvimento saudável com impacto positivo na vida adulta!

Referências bibliográficas:
Direção-Geral da Saúde. O seu bebé já nasceu? Como é bom conhecê-lo! Lisboa: Direção-Geral da Saúde, 2006.
World Health Organization. Nurturing care for early childhood development: a framework for helping children survive and thrive to transform health and human potential. Geneva: World Health Organization, 2018.

Autoria: