Mudanças no parque radical motivam abaixo-assinado

0
1566

Abaixo-assinado contesta deslocalização do halfpipe para outro local. Subscritores alertam para os perigos para a integridade física dos utilizadores.

Um grupo de utilizadores e moradores do concelho de Pombal, reunidos em Comissão de Utilizadores do Parque Radical, manifestou-se esta semana contra a deslocalização, por parte da Câmara Municipal, do halfpipe existente na zona desportiva da cidade para junto do Pavilhão das Actividades Económicas, Desportivas e Culturais.

Num abaixo-assinado, os contestatários chamam a atenção para o pavimento em alcatrão, existente no local, advertindo para os “graves e sérios perigos para a integridade física” a que ficam sujeitos os praticantes da modalidade.

“Por isso, acreditamos que a reposição do halfpipe para a sua localização original [junto ao campo sintético da zona desportiva] é a situação admissível para a resolução deste problema que acreditamos ser de saúde pública”, alegam.

No documento, a Comissão de Utilizadores do Parque Radical lembra que a prática de desportos radicais, no concelho, era assegurada por dois equipamentos, o halfpipe e o boxe. “Como é sabida, a prática desta modalidade desportiva, por si só acarreta maior esforço físico e tende a envolver um maior controle emocional, como o caso do skate ou do BMX, praticados regularmente no parque radical”, sublinham os subscritores do abaixo-assinado.

Recorde-se que na última Assembleia Municipal, o deputado do PCP, Jorge Neves, questionou o presidente da câmara acerca da mudança dos equipamentos para outro local. Na ocasião, Diogo Mateus adiantou que está prevista a construção de um novo parque radical, cuja localização ainda está a ser equacionada. Contudo, uma das possibilidades aponta para que este venha a ser colocado na zona do Açude.

Sobre o abaixo-assinado, Gabinete de Apoio à Presidência disse desconhecer o teor do documento, não tendo a autarquia sido contactada acerca desta matéria.