Homem vítima de violência doméstica diz que não é agressor e não quer a mulher presa

0
2919

A alegada vítima de violência doméstica, Carlos Simões, garante que não é nenhum agressor nem quer ver a esposa presa. Quando chamou a GNR foi apenas com o intuito de “a levarem para uma clínica de desintoxicação”, atendendo ao facto de a mulher ser “dependente do álcool”.

Carlos Simões fez questão de frisar que as acusações feitas por alguns moradores da aldeia de Travasso e pessoas próximas da sua esposa “não correspondem à verdade”. “Eu não sou nenhum agressor, fui vítima de agressões por parte da minha esposa, mas não a quero ver presa, apenas quero que ela seja internada numa clínica de desintoxicação para ser tratada”.

Além disso, assegura que “ela nunca precisou de passar fome e nunca houve ninguém que lhe desse de comer, porque sempre teve muita comida em casa”, assegurou, mostrando os armários e arcas frigoríficas cheios de comida.

“Não estou a mentir ou a omitir nada, até porque tenho provas de tudo o que estou a dizer”, adiantou, referindo-se ao relatório médico de quando teve de receber tratamento hospitalar devido às agressões de que foi alvo.

Leia a notícia completa na próxima edição do Pombal Jornal (21 de Abril).