Castelo de Pombal visitado por 4 mil estrangeiros

0
3474
Castelo de Pombal
Desde Abril de 2014, já passaram pelo monumento quase 60 mil visitantes

O Castelo de Pombal foi visitado, durante o ano de 2016, por 21.366 visitantes, dos quais 3,990 estrangeiros. Desde a sua abertura ao público, em Abril de 2014, já passaram pelo monumento quase 60 mil visitantes.
De acordo com o relatório elaborado pela Câmara Municipal, “apesar de se registar uma ligeira descida do número de visitantes estrangeiros (menos 14 pessoas), o número de visitantes de nacionalidade portuguesa subiu significativamente (mais 1.899) em relação ao ano de 2015”. “O total de visitantes inclui também 2.387 participantes nas diversas actividades desportivas e culturais desenvolvidas ao longo do ano no Castelo”, adianta.
O mesmo relatório indica que, no ano passado, foram realizadas 12 actividades de cariz cultural no Castelo, com destaque para dois concertos do Festival Sete Sóis Sete Luas e dois projectos desenvolvidos em parceria com a Rede de Castelos e Muralhas do Mondego.
Quanto aos visitantes estrangeiros, a maioria “é proveniente do mercado Francês, Brasileiro, Espanhol, Inglês e Alemão, contudo registou-se a visita de mais de 36 nacionalidades estrangeiras, oriundas dos cinco continentes”, refere o mesmo relatório, adiantando que “o filme 3D foi visto por 26% dos visitantes e a Lenda do Mouro Al-Palumbar por 23%”.

Partilhar
Artigo anteriorFilarmónica promove acção de musicoterapia
Próximo artigoSumol inaugurou espaço interactivo
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.