Margens dos rios do concelho precisam de manutenção

0
2166

Devido ao mau tempo que marcou o mês de Fevereiro, o Município de Pombal promoveu uma visita de campo com técnicos da Agência Portuguesa do Ambiente (APA, ex-Administração Regional Hidrográfica). A iniciativa teve como objectivo averiguar os estragos provocados pelo elevado índice de pluviosidade nas margens dos rios e ribeiros do concelho.

O vereador a que correspondem os pelouros do Ambiente e Ordenamento afirmou que “esta visita vem dar seguimento à que realizámos no passado dia 11 de Fevereiro, onde o principal objectivo foi conhecer as consequências que o mau tempo provocou no Rio Arunca”. Pedro Murtinho declarou que importava avaliar as condições em que se encontravam os Rios Carnide, nas freguesias de Mata Mourisca e Almagreira, e Pranto, na freguesia do Louriçal.

Segundo o social-democrata, esta iniciativa evidenciou “a debilidade das margens dos dois rios e a sua quebra em várias zonas. Ao mesmo tempo permitiu perceber que há um conjunto de intervenções que têm que ser realizadas rapidamente, sob pena de impossibilitar o cultivo dos campos de arroz ali existentes”. Esta é uma situação que do seu ponto de vista requer atenção, devido ao aproximar das épocas de cultivo.

“No decorrer destas visitas ficaram patentes as necessidades na realização de algumas intervenções ao nível da manutenção das margens, sendo que o Município de Pombal está já a preparar uma candidatura ao Fundo de Proteção de Recursos Hídricos com o objectivo de ajudar os agricultores e confinantes a resolver as várias situações que urgem ser resolvidas”, avançou Pedro Murtinho.