Pombal vai a França promover-se aos emigrantes

0
759
Em Nanterre, o Município de Pombal irá promover produtos locais e alguns eventos, entre eles, o Mercado Medieval

A Câmara de Pombal, em parceria com a Associação de Desenvolvimento e Iniciativas Locais (Adilpom), vai marcar presença, mais uma vez, na tradicional Feira de Produtos Regionais Portugueses e da Ruralidade, iniciativa que decorrerá em Nanterre, Paris. O evento realiza-se esta sexta-feira, sábado e domingo, e é considerado como um “local obrigatório de encontro dos emigrantes” portugueses radicados em França.
À semelhança de anos anteriores, Pombal terá um stand próprio onde dará a conhecer os produtos locais e também aquilo que o concelho tem para oferecer em termos de património, recursos e belezas naturais. Por outro lado, o município divulgará junto dos visitantes, designadamente da comunidade pombalense radicada em Paris, os vários eventos culturais programados para os próximos meses, como o Mercado Medieval, Festival Pombalino, Festival Sete Sóis Sete Luas, Festas do Bodo, entre outros.
Recorde-se que há dois anos, quando o município participou pela primeira vez no certame, o presidente da autarquia fez um balanço positivo da respectiva presença, designadamente “sob o ponto de vista humano”, destacando que um dos objectivos passou por “podermos estar com os nossos compatriotas, conhecê-los, falar com eles, não debatendo aqueles problemas que têm nas suas terras, mas falando das suas esperanças, expectativas e vias”. “Foi uma enorme riqueza”, afirma.

Partilhar
Artigo anteriorFernando Mendes estreia “Insónia” em Pombal
Próximo artigoDA ILUSTRE TERRA DO MARQUÊS | Será que o futuro é dos animais?
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.