Pombal reforça medidas para minimizar risco de incêndios agravado pelas condições meteorológicas adversas

0
916

O agravamento do risco de incêndio rural, face às previsões meteorológicas para os próximos dias, motivou a Comissão Municipal de Protecção Civil de Pombal a reforçar as medidas de contingência estabelecidas pela Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, no âmbito da Declaração da Situação de Contingência, que está em vigor até as 23h59 da próxima sexta-feira (15 de Julho).

“A interdição da realização de fogueiras ou acendimento de churrasqueiras em todos os parques de merenda e lazer do concelho, bem como a obrigatoriedade de remoção de biomassa florestal/ sobrantes florestais, provenientes das operações e limpezas florestais, no prazo máximo de cinco dias” são algumas das medidas adoptadas pela Comissão Municipal, que reuniu esta segunda-feira à tarde “com carácter de emergência, para analisar a Declaração da Situação de Contingência”, refere uma nota da autarquia.

Na mesma reunião foi decidido “reforçar as acções de vigilância e prevenção”, numa acção que conta com a cooperação de todas as Juntas de Freguesia e a colaboração dos voluntários das Brigadas Autárquicas e das Unidades Locais de Protecção Civil, às quais se juntam também as equipas de Sapadores Florestais e equipas de outros profissionais dos serviços municipais da área do ambiente e florestas.

“Foi reconhecido por todos os presentes a importância da resposta operacional por parte daquelas equipas de voluntários para operações de vigilância, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de protecção e socorro que possam vir a ser desencadeadas”, adianta a mesma nota.

Além disso, “foi igualmente analisada a eventual mobilização de meios logísticos e de apoio, previstos no Plano de Emergência Municipal, que venham a verificar-se necessários”.

Estas medidas vêm reforçar outras “preventivas e especiais [já] estabelecidas na Declaração da Situação de Contingência”, em função do “elevado estado de alerta especial da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil”.

O Município de Pombal alerta ainda que “face às condições meteorológicas adversas, com temperaturas extremas e perante uma seca extrema, qualquer descuido pode desencadear um grande incêndio, pelo que todos os cidadãos são agentes de protecção civil, devendo estar atentos e empenhados para evitar comportamentos de risco que possam provocar um foco de incêndio”.