L.U.I.S.A. já apoiou 69 pessoas em processo de luto

0
934

A 18 de Maio deste ano, a Unidade de Intervenção e Apoio no Luto, designada como L.U.I.S.A., completou um ano de vida. Ao longo deste período, o projecto dinamizado pela Santa Casa da Misericórdia da Redinha (SCMR) já acompanhou 69 beneficiários na comunidade pombalense, em diversas áreas de intervenção. Um trabalho realizado por uma equipa multidisciplinar vocacionada para prestar apoio psicológico, social, de enfermagem e jurídico, totalmente gratuito. “O principal objectivo desta iniciativa é criar um serviço de proximidade com uma intervenção diferenciada no processo de luto, no diagnóstico de doença oncológica e/ou trauma”, explica a instituição numa nota enviada à imprensa.
O primeiro ano de vida do projecto foi assinalado com uma cerimónia divulgada nas redes sociais da SCMR e que contou com a presença de Alexandra Neves, representante Regional da Inovação Social da Região Centro; Ana Cabral, vereadora do Desenvolvimento Social e Saúde do Município de Pombal; Mário Sacramento, provedor da SCMR; Andreia Dias, coordenadora de projectos da instituição;) e Lia Almeida, psicóloga e coordenadora do L.U.I.S.A.

Lia Almeida, Alexandra Neves, Mário Sacramento, Ana Cabral, Sílvia Lourenço e Andreia Dias

Para além da apresentação dos resultados do trabalho desenvolvido neste período, a cerimónia foi ainda pretexto para “dar a conhecer à comunidade a mentora do projecto, Luísa Sacramento”, tendo sido “apresentado um vídeo que compila testemunhos de pessoas que com ela privaram”, refere a Misericórdia na mesma nota de imprensa.
Recorde-se que L.U.I.S.A. foi distinguido no âmbito do Programa de Parcerias para o Impacto, enquadrado na Estrutura de Missão Portugal Inovação Social (EMPIS), sendo 70% do seu financiamento assegurado pelo Fundo Social Europeu e Contribuição Nacional Pública e os restantes 30% assegurados pelas comparticipações de 11 investidores sociais: Município de Pombal, juntas de freguesia de Pombal, Redinha, Pelariga, Abiul e Vila Cã, as uniões de freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze e de Guia, Ilha e Mata Mourisca, bem como a Pombalgest, Policlínica de Pombal e Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Pombal, a quem a Misericórdia agradece o contributo.
“A SCMR está convicta de que o trabalho desenvolvido por L.U.I.S.A., em colaboração com todos os investidores sociais, beneficiários e comunidade, tem sido uma mais-valia para Pombal e para todos os pombalenses”. A instituição acredita que, durante o próximo ano, “L.U.I.S.A. continuará a crescer e a desenvolver o seu trabalho, tornando-se uma resposta de referência a nível local e nacional”.

*Notícia publicada na edição impressa de 03 de Junho