ANAFRE de Leiria sugere adiar Censos 2021 alguns meses

0
563

A delegação distrital de Leiria da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) sugere o reagendamento dos Censos 2021 para “uns meses mais à frente”, devido à “situação epidemiológica muito delicada” que se vive neste momento.
“Seria muito mais avisado, em vez de realizar este processo já em Abril, podermos realizá-lo uns meses mais à frente, quando, previsivelmente, já estaremos melhor do ponto de vista da evolução epidemiológica e onde os dias são maiores, o que facilita a tarefa dos recenseadores que vão ter que andar diariamente porta a porta”, defende a ANAFRE.
“Este hiato de tempo seria importante para prepararmos melhor este processo e para intensificarmos a divulgação junto da nossa população, para que todos estejam devidamente informados e sejam envolvidos neste desígnio colectivo”, refere uma nota de imprensa.
Neste sentido, a ANAFRE de Leiria sugere ás entidades competentes reagendar os Censos 2021 e melhorar a sua divulgação junto da população, com vista a “minimizar ao máximo os riscos de quem vai dar a cara por este processo”.
Esta posição da ANAFRE surge numa altura em que está prestes a ir para o terreno a mega-operação dos Censos 2021, com “o país ainda em confinamento e numa situação epidemiológica muito delicada”.
“Ainda vivemos tempos muito difíceis e neste processo julgamos que é muito importante garantir a segurança quer dos recenseadores, quer da população”, salienta a mesma nota, evidenciando que “estamos perante a maior operação estatística promovida em Portugal”, que envolve “mais de 15 mil pessoas”, logo é “importante que estejam garantidas as condições mínimas de segurança”.
Os recenseadores vão andar de porta a porta a entregar formulários, tendo obrigatoriamente que entrar em contacto com as pessoas que vivem em cada habitação e registar a caracterização dos respectivos agregados familiares.
Nestes Censos, “cada recenseador vai ter o dobro do trabalho”, porque em vez de 300, terá de acompanhar 600 alojamentos, sublinha a ANAFRE de Leiria, defendendo o “enfoque no aumento da divulgação e no apelo à resposta da população pela internet”.
Não obstante, a delegação de Leiria realça a “importância destes Censos para a actualização da informação oficial nacional”, considerando que se trata de “um processo muito relevante para o nosso país”, que deve ter a “maior eficácia possível” para ser “o mais fiel à realidade”.

Carina Gonçalves | Jornalista