PS defende “via estruturante” para o sul do concelho

0
1375

Analisando o concelho, será fácil notar que a zona sul, actualmente é a que mais carências apresenta ao nível das acessibilidades rodoviárias, numa altura em que a ferrovia também já não tem a pujança de outrora.

A Assembleia da União de Freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze, aprovou, na reunião ordinária do dia 19 de Setembro, uma proposta subscrita pelos membros eleitos pelo Partido Socialista, em que é defendida a construção de “uma via estruturante que nos ligue à A1 e ao IC8, criando um nó de acesso situado entre Meirinhas e Colmeias”.
Na proposta apresentada por Carlos Lopes, assinala-se o afastamento do território da união de freguesias em relação aos principais eixos rodoviários, sendo este um factor que condiciona o desenvolvimento económico da região e a fixação de população jovem. Esta é mesmo uma das zonas mais envelhecidas do concelho e que tem perdido força económica, quando comparada, por exemplo, com a zona oeste.
Na discussão feita, foi unânime a necessidade de realizar esforços para que a construção de uma via que permita melhorar as acessibilidades para esta zona seja uma prioridade e uma realidade. Foi ainda assinalado que deverá ser avaliada a possibilidade de enquadrar este investimento numa candidatura aos fundos comunitários do quadro de apoio que estará em vigor até 2020.
Assim, de acordo com a proposta aprovada pela assembleia, o executivo deverá promover reuniões com as juntas de Meirinhas, Vermoil, Vila Cã, Abiul e Colmeias, “para aferir da sensibilidade destas juntas para, conjuntamente, se empenharem na construção da via estruturante”. Deverá ainda reunir com as câmaras de Leiria e Pombal, bem como comunicar à Estradas de Portugal a pretensão de construção desta via.
De notar que a bancada do PSD chegou a apresentar uma proposta para que este ponto fosse retirado da ordem do dia, mas que não foi aceite pela mesa da assembleia.