Pombal quer preservar e valorizar aldeias serranas

0
912

A Câmara Municipal de Pombal quer preservar e valorizar o património arquitectónico das aldeias serranas do concelho. Nesse âmbito, o executivo aprovou, na sua última reunião, realizada a 24 de Setembro, a abertura do período de discussão pública, de pelo menos 30 dias, do Regulamento de Salvaguarda das Aldeias Serranas.

Este regulamento “visa criar medidas de protecção e salvaguarda do património arquitectónico e urbanístico de seis aldeias do concelho”, explicou o vice-presidente da autarquia, referindo-se a Arroteia, Poios, Chão de Ulmeiro, Pousadas Vedras, Ereiras e Aldeia do Vale.

Este documento “é mais um passo na preservação destas aldeias”, que vem no seguimento de “melhoramentos feitos pela Câmara no espaço público”, com o objectivo de “potenciar a riqueza arquitectónica destas aldeias, valorizando a parte turística”, sublinhou Pedro Murtinho.

Nesse sentido, “tínhamos de criar normas de controlo de salvaguarda e valorização do património”, daí a elaboração deste “regulamento mais minucioso, que vai salvaguardar a riqueza destas aldeias, que queremos que sejam uma marca do território”. Por isso, “este é um documento há muito necessário e importantíssimo”, concluiu o autarca.