Misericórdia de Pombal assume um papel cultural

0
1201

A Santa Casa da Misericórdia de Pombal abriu as portas aos pombalenses e convidou-os a passar uma noite musical agradável, assumindo um papel de dinamizador cultural, indo ao encontro daquela que é a política cultural das misericórdias. “Em Pombal, não estamos muito habituados a que a Misericórdia faça isso, mas estamos num processo evolutivo”, assinalou Joaquim Guardado, presidente da instituição, esperando que sejam realizadas outras iniciativas similares no futuro, também como forma de dar a conhecer a Misericórdia à comunidade pombalense. “Esta é uma iniciativa simpática e uma forma de trazer a população de Pombal e este jardim magnífico”, conclui.

Para o próximo ano, estão já previstos dois projectos de relevo.

Continue a ler este artigo na edição nº 35 impressa.