Novo delegado de saúde já iniciou funções no concelho de Pombal

0
2001

O Pólo de Saúde Pública de Pombal tem um novo delegado de saúde que iniciou funções a 1 de Setembro. Fábio Sousa Gomes veio reforçar o quadro de recursos humanos do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Pinhal Litoral, assumindo funções no concelho de Pombal, disse ao nosso jornal a coordenadora de saúde pública do ACES Pinhal Litoral, Odete Mendes. Recorde-se que o Centro de Saúde de Pombal estava sem delegado de saúde desde o final de Novembro de 2020, quando José Ruivo abandonou o cargo.
Fábio Sousa Gomes é licenciado em Medicina, tendo uma especialização e um mestrado em Saúde Pública e uma pós-graduação em Avaliação do Dano Corporal Pós-Traumático. Apesar de não ter experiência enquanto delegado de saúde, foi entre 2017 e 2021 médico interno de saúde pública na Unidade de Saúde Pública do ACES Baixo Vouga, contou o próprio ao Pombal Jornal.
“A minha vinda para Pombal decorre da escolha do ACES Pinhal Litoral no âmbito da colocação de médicos no procedimento concursal para recém-especialistas de 2021”, explicou, adiantando que não tem ligação prévia ao concelho.
O novo delegado de saúde integrou a Unidade de Saúde Pública do ACES Pinhal Litoral no dia 1 de Setembro, assumindo funções como delegado de saúde de Pombal, onde já se encontra a exercer actividade.
A adaptação ao concelho está a correr “muito bem”, frisa, alegando que veio encontrar na Unidade de Saúde Pública e no Centro de Saúde de Pombal “uma equipa multidisciplinar de profissionais altamente dedicados e competentes”. Já “o processo de integração na comunidade, que é o trabalho nobre da saúde pública, será um trabalho gradual de conhecimento mútuo”.

“IMPORTANTE MANTER UM NÍVEL DE ALERTA”
Neste momento, o concelho de Pombal assiste a um desagravamento do número de casos activos de Covid-19. Ainda assim, Fábio Gomes adverte que “continua a ser importante manter um nível de alerta”, que permita “acompanhar as mudanças da situação epidemiológica e aplicar a legislação e as orientações que estão em constante adaptação”.
“A Covid-19 não tem cessado nos desafios que apresenta às equipas de saúde, à população e aos serviços”, recorda o delegado de saúde, destacando a necessidade de continuar a apostar no “trabalho em rede, em equipa e em proximidade” com os “meios de articulação certos e desobstruídos” para “fazer face aos desafios e responder, juntos, ao que for surgindo”. “Isso é algo que a pandemia veio reforçar (tornou-se uma necessidade) e que importa manter para todo o trabalho futuro”, sublinhou.
“No imediato, existe a preocupação de manter os ganhos obtidos e de ir palmilhando, passo a passo, a retoma das nossas actividades”, sendo necessário “pensar bem o reinício de tudo o que ficou pendente em termos da intervenção em saúde pública, por metas e prioridades”. Nesse âmbito, é preciso olhar para “o envelhecimento da população e a crescente movimentação de pessoas para fora do concelho” como factores que “têm importância enquanto determinantes de saúde”. Logo “é importante adequar os serviços às necessidades da população e promover a literacia em saúde, para que as pessoas conheçam os serviços e saibam como os utilizar”.
Mas, com a chegada do Outono, a atenção está também virada para a campanha de vacinação contra a gripe sazonal, que “deverá começar no início de Outubro, contemplando como sempre grupos-alvo prioritários”, remata Fábio Gomes.

A equipa de saúde pública de Pombal é constituída por Susana Ferraz, Rosália Campos, Carla Santos, Fábio Gomes, Cláudia Serrano e Paulo Coelho

Carina Gonçalves | Jornalista

*Notícia publicada na edição impressa de 30 de Setembro