Cotrim Figueiredo eleito líder do Iniciativa Liberal em Pombal

0
83

João Cotrim Figueiredo, deputado único do Iniciativa Liberal foi eleito novo líder do partido no decorrer da Convenção Nacional que se realizou, no passado dia 8, no auditório municipal de Pombal. Cotrim Figueiredo recolheu 96% dos votos, sucedendo-se a Carlos Guimarães Pinto que anunciou, no final de Outubro, que iria abandonar o cargo.
João Cotrim Figueiredo, o único candidato do Iniciativa Liberal, foi assim eleito presidente do partido, tendo a sua lista conseguido 181 votos, ou seja 96% dos votos expressos.
Na tomada de posse, ocorrida após o anúncio dos resultados da votação, o novo presidente do partido anunciou um projecto de resolução “no sentido de impedir qualquer injecção adicional de dinheiro do Estado no Fundo de Resolução da banca”. “O dinheiro dos impostos, o nosso dinheiro não pode servir nem para financiar o despesismo do Estado, nem para cobrir prejuízos privados”, justificou, durante o seu discurso que encerrou a III Convenção Nacional.
Cotrim Figueiredo elencou, ainda, outros motivos pelos quais considera que o país precisa do partido, constituído formalmente em final de 2017, referindo que “os portugueses não aguentam mais o peso de uma carga fiscal que bate recordes todos os anos”. “Sem nós a incompetência do PS vai continuar a gerar o caos na saúde, causando sofrimento àqueles portugueses que não podem pagar para ter uma alternativa”, condenou.
“Portugal precisa da IL porque já ninguém percebe – ou se calhar percebe muito bem – porque é que há 30 anos que não se consegue fazer um combate sério pela transparência e contra a corrupção”, criticou.

Partilhar
Artigo anteriorCDS quer ‘Bracejo da Ilha” candidato às 7 Maravilhas de Portugal
Próximo artigoLouriçal quer que “Vila Natal” cresça nos próximos anos
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.