Psivalor saiu à rua em dia de aniversário

0
960

A Psivalor chegou à cidade de Pombal faz hoje um ano, e é no Largo do Carmo, em pleno centro histórico, que o núcleo de intervenção em saúde mental desenvolve as múltiplas iniciativas que dão corpo a este projecto.

Para assinalar a data, a equipa técnica, constituída por quatro profissionais, todas mulheres, saiu à rua para distribuir panfletos alusivos à missão da clínica, acompanhados de muitos sorrisos, e a oferta de alguns miminhos a quem com elas se ia cruzando.
Andreia Azevedo durante a acção de rua, esta manhã
Em dia de aniversário, Andreia Azevedo, directora clínica, traz estampado no rosto o orgulho pelo patamar atingido. Com um discurso que traduz o balanço deste período, a psicóloga diz que esta tem sido “uma aventura muito feliz”. Uma expressão que encerra as inúmeras vitórias alcançadas e o reconhecimento de que a Psivalor tem sido alvo. “Temos a nossa casa cheia”, afirma. Por outro lado, “conseguimos construir um projecto que vá para além da parte clínica”, frisa a psicóloga clínica. “Temos muita gente nos procura, temos a parte da formação, as nossas acções estão sempre cheias, as pessoas têm vindo e acreditado no trabalho da Psivalor, de uma forma impressionante”, sublinha aquela responsável.

Andreia Azevedo destaca, ainda, a ligação da clínica à comunidade escolar, através da celebração de protocolos que se traduzem em “preços mais acessíveis” para os alunos, com o objectivo de evidenciar a importância da intervenção “o mais cedo e o mais rápido possível, nas várias esferas da saúde mental e do desenvolvimento”.

“Temos crianças, temos adultos, temos pais, temos famílias. Continuamos a ajudar e a acolher quem precisa e a dar o melhor de nós”, sintetiza a mentora do projecto, que destaca igualmente a ligação da clínica aos circuitos universitários e à investigação.

Notícia mais desenvolvida na próxima edição