A VER | O Ti Milha é Amor

0
600

Ele está de volta este fim de semana. O Ti Milha chega para afastar estes dias cinzentos de Verão e proporcionar dias de tranquilidade e diversão. Porque é disso mesmo que se faz um pequeno festival em tamanho, mas grande no coração de todos aqueles que, ano após ano, passam pelo Parque de Lazer da Ilha. Ali encontram música para todos os gostos; fardos de palha para relaxar e pôr a conversa em dia com os amigos; workshops ou tertúlias para aprender e discutir opiniões (no bom sentido); as curtas-metragens premiadas no Leiria Film Fest para ver; ou até uma feira para comprar aquele produto que nem sabia que lhe fazia falta. Tudo isto fruto da carolice de uma jovem associação ilhense, a ARCUPS, que em boa hora pensou que a ideia podia resultar. E atrevo-me a dizer que talvez só pudesse mesmo resultar naquela freguesia. Uma freguesia “bairrista” como muita gente gosta de frisar, que se une em torno deste projecto e daquele grupo de jovens. É por isso que o último dia do Ti Milha lhes costuma ser dedicado, com um megapiquenique, com actividades para toda a família e para todas as idades, e com alguma da prata da casa. E é também por tudo o que representa que as campanhas de crowdfunding que têm ajudado a financiar o projecto têm sido bem sucedidas. Muitos dos que lá vão acabam por querer voltar e ajudar a organização. No Ti Milha, quase tudo é gratuito. Paga-se a comida e a bebida e um ou outro workshop. Em troca, recebe-se muito mais.
Não vou aqui referir os artistas que vão passar pelo festival este ano até porque isso, para mim, não é o mais importante. Confesso que desconheço grande parte dos nomes, mas confio no bom gosto que já confirmei nas edições passadas para saber que me vão impressionar uma vez mais. O meu único lamento talvez seja o de ter de estar grande parte do tempo em trabalho e não poder aproveitar tudo o que podia, mas quem corre por gosto não se pode cansar (ou não devia…). O Ti Milha é Festa. O Ti Milha é diversão. O Ti Milha é união. O Ti Milha é Amor!

Partilhar
Artigo anterior‘Sete Sóis Sete Luas’ encerra a 8 de Agosto
Próximo artigoAutarquia inaugura obras de requalificação em Caseirinhos
Biólogo Marinho de formação e pós graduado em Turismo de Natureza, nunca exerceu profissionalmente em qualquer uma das áreas. Há uns bons anos iniciou-se nas lides radiofónicas e esse bichinho ainda hoje perdura. O gosto que tinha pelo Cinema, desde tenra idade, foi apurado nos tempos universitários e, por estes tempos, não passa um dia sem ver, no mínimo, um filme. Não perguntem qual o seu preferido pois o gosto pode variar consoante a hora. Balança de signo, mas Leão de coração, gosta de viajar e ambiciona conhecer os quatro cantos do mundo. Mas quem não sonha com o mesmo?