PS desafia pessoas do Carriço a lutar pela extensão de saúde

0
797

No passado sábado, o Partido Socialista de Pombal realizou uma visita de trabalho à freguesia do Carriço, tendo como ponto de partida a problemática do risco de encerramento das extensões de saúde. O objectivo, segundo o líder da concelhia, Carlos Lopes, passou por “dizer aos habitantes da freguesia do Carriço que estamos solidários com eles, somos frontalmente contra o encerramento das extensões de saúde”, afirmou, acrescentando que “podem contar com o PS para todo um conjunto de iniciativas”.

Perante cerca de oitenta pessoas, Carlos Lopes desafiou a população a mobilizar-se para estar presente na última reunião de câmara do mês, onde o PS se compromete a alertar o presidente da câmara para este problema. “Quanto mais forem, mais força terão”, assinalou Carlos Lopes, considerando que esta é uma forma de mostrar que há uma grande mobilização das pessoas do Carriço contra o encerramento das extensões de saúde.

A vereadora Marlene Matias acrescentou que irão questionar o presidente da câmara, “para saber o que está a fazer concretamente para não encerrarem a extensão de saúde”, concluindo com a garantia de que “vamos estar ao vosso lado a lutar para que ela esteja aberta e funcione”.

A reunião do executivo municipal acontece esta quarta-feira, às 17h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. É aberta à participação do público, cujas intervenções estão previstas no último ponto da ordem de trabalhos. Faz também parte da ordem de trabalhos um ponto sobre “cuidados de saúde primários do Concelho”.

PSD já reagiu

A Comissão Política Concelhia do PSD Pombal já reagiu à posição do Partido Socialista (PS) durante a visita ao Carriço. Em comunicado enviado hoje, os social-democratas consideram que “a demagogia e as manifestações alarmistas de resultado estéril, o aproveitamento meramente político e o recurso propagandístico, especialmente se promovidos por quem detém responsabilidades políticas, em nada contribuem para a solução deste (ou de qualquer outro problema), lançando apenas a confusão junto das populações”.

A concelhia liderada por Pedro Pimpão recorda que, no dia 13 deste mês, a problemática já tinha sido abordada pelo PSD Pombal, durante uma reunião com a directora do ACES Pinhal Litoral, e com o representante local da UAG – Pombal. “Se a tutela e a orgânica do ACES Pinhal Litoral – para além da situação em geral no concelho – têm um conhecimento concreto das preocupações das populações servidas pela extensão de saúde do Carriço, bem como da necessidade vincada da resolução do problema, tal deve-se ao PSD Pombal, em articulação permanente com os seus autarcas”, refere aquela estrutura política, sublinhando que as matérias relativas ao Serviço Nacional de Saúde não são tuteladas pelas autarquias. Ainda assim, diz o comunicado, “os autarcas do PSD sempre disponibilizaram investimento e total abertura na procura de soluções efectivas e estruturais na área da saúde, substituindo-se muitas vezes ao poder central”.