Vereadores do PS apresentaram perto de 30 medidas para orçamento municipal

0
569

Os vereadores do PS apresentaram perto de 30 medidas para o orçamento municipal do próximo ano, entre as quais destacam o desenvolvimento económico, o alargamento da rede Pombus e a construção do parque verde da cidade.
No total, Odete Alves e Luís Simões sugeriram 29 propostas que “têm como grande objectivo contribuir para a qualidade de vida dos pombalenses”, refere uma nota de imprensa, salientando que algumas delas são ideias que “têm vindo a defender há alguns anos, outras representam uma novidade”.
O destaque vai para o desenvolvimento económico, o alargamento da rede Pombus e a construção do parque verde da cidade, sem esquecer o combate à inflação. Afinal, “a incerteza do futuro obriga a que o poder local intervenha de forma eficiente e proactiva, principalmente no apoio aos grupos mais vulneráveis e na garantia da continuidade dos sectores sociais mais fragilizados”, argumentam.
Relativamente ao desenvolvimento económico, que consideram prioritário, sugerem requalificar e ampliar zonas industriais, criar um centro tecnológico para a indústria e conhecimento e um centro de investigação para a floresta, construir uma central de biomassa e abrir um espaço de coworking.
Já para o alargamento da rede de Pombus apontam um investimento anual de 200 mil euros, financiado por receitas do estacionamento.
Os vereadores socialistas entendem que “as propostas apresentadas poderão contribuir vivamente para a sustentabilidade de famílias e associações que, a braços com estas novas dificuldades, não podem ser esquecidas ou ignoradas”.
Por isso esperam “o melhor acolhimento destas ideias” por parte do presidente da Câmara Municipal, Pedro Pimpão, com quem reuniram, a 7 de Novembro, para apresentar as medidas que abrangem diversas áreas.

MAIS DE 630 MIL EUROS PARA APOIAR FAMÍLIAS
Desde logo, os vereadores da oposição propõem um conjunto de medidas para apoiar as famílias com um impacto orçamental de cerca de 634 mil euros.
A primeira consiste na atribuição de um voucher de 20 euros para os alunos do ensino básico e secundário adquirirem material escolar. Esta medida deverá representar um investimento de 150 mil euros, tendo em conta um universo de 7.500 alunos.
A segunda, que tem o mesmo valor orçamental, propõe a gratuidade de fichas de apoio/cadernos de actividade para os estudantes do ensino básico, num total de 4.099 alunos.
Além disso, os socialistas recomendam à Câmara Municipal o “pagamento de um IAS a todas as grávidas”, estimando para isso um gasto anual de cerca de 160 mil euros, a que se soma mais 173 mil euros para a atribuição de vouchers para apoiar o comércio local.
As medidas sugeridas pelo PS estendem-se às associações, para quem pedem um “reforço do apoio regular” para fazer face às despesas correntes e a isenção do pagamento das facturas da água, saneamento e resíduos sólidos urbanos.
No que toca ao ambiente aconselham construir uma bacia de retenção de águas a nascente de Pombal e um parque verde na cidade, reforçar a rede de ecopontos, criar compostores comunitários e inventariar os pontos de água para combate aos incêndios.
Em termos de saúde, Odete Alves e Luís Simões propõem negociar o aumento das camas das unidades de cuidados continuados de longa e média duração, bem como criar uma unidade de cuidados paliativos.
Finalmente, na área cultural recomendam a criação de rotas de figuras históricas, um roteiro gastronómico, um parque lúdico na Mata do Urso, bem como a execução de um pavilhão multiusos e auditório na zona Oeste do concelho.

Carina Gonçalves | Jornalista