Freguesia atribui prémio literário António Serrano

0
1507

A Junta de Freguesia de Pombal realiza hoje, dia 5, a partir das 21 horas no Teatro-Cine, a Gala António Gaspar Serrano, que servirá para fazer a entrega do Prémio Literário em homenagem àquele pombalense. Este ano, foram 29 os concorrentes que apresentaram os seus trabalhos a concurso.
De acordo com Nelson Pedrosa, vogal da autarquia presidida por Nascimento Lopes, os candidatos são provenientes de todo o país, e o seu perfil “é igualmente muito heterogéneo”, havendo a presença de “vários quadrantes profissionais, desde professores, do ensino primário ao secundário, bem como estudantes ou outras categorias profissionais”.
“Tivemos a possibilidade de, no seio das candidaturas apresentadas, constatar que este é um Prémio Literário que tem acolhido os mais rasgados elogios e incentivos à sua continuidade”, afirma, acrescentando que a Junta de Freguesia assumem aquela iniciativa “como um evento que deve ter uma dimensão nacional, propiciando a possibilidade de através do conto, da poesia ou da crónica, elevar o nome de Pombal, e de todos os pombalenses, sob o nome de um dos seus mais genuínos filhos, o saudoso António Serrano”.
Por outro lado, ainda segundo Nelson Pedrosa, a autarquia espera, igualmente, deste modo, “com o fomento à criatividade, à imaginação e ao conhecimento mais aprofundado da nossa história local, promover a nossa vetusta localidade e suscitar o interesse de todos aqueles que empreenderam algumas horas na produção destes trabalhos literários agora a concurso”.
Em causa está a atribuição de um prémio monetário, no valor de 750 euros, para cada um dos vencedores das modalidades de poesia, conto e crónica/ ensaio sobre Pombal.

Partilhar
Artigo anteriorAssociação dos Amigos dos Bombeiros organiza almoço solidário no domingo
Próximo artigoUma homenagem a todas as mães
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.