Adora Concept Store combina “fragrâncias com roupa”

0
903

A nova loja de roupa oferece conceito diferenciador com o objectivo de complementar a oferta nesta área. Sofia Cardoso, jornalista pombalense com vários trabalhos na área da moda, é o rosto deste projecto localizado no centro da cidade.

Sofia Cardoso é o rosto deste projecto que quer complementar a oferta existente

É com um “conceito diferenciador” que a Adora Concept Store se quer afirmar. A mais recente loja de roupa da cidade abriu ao público no dia 9 de Abril, na Rua Dr. Luís Torres, perto do mercado municipal, e oferece “uma experiência de compras” que combina “fragrâncias com roupa”, a primeira do género em Pombal.
“Posicionamo-nos como concept store, porque queremos aliar o vestuário, o calçado e os acessórios de moda” a uma marca espanhola de fragrâncias para a casa, a Cereria Molla, actualmente em processo de expansão para outros países. “Temos o privilégio de ser um dos primeiros representantes em Portugal”, conta Sofia Cardoso, a jornalista que é, também agora, o rosto deste novo projecto. “Tem perfumes de ambiente” com a particularidade de os “podermos “usar na casa mas também em nós, se gostarmos do aroma”, por serem “compatíveis com a nossa pele”. A este leque de opções, a Adora acrescenta as velas aromáticas e os difusores, “uma peça incontornável nas nossas casas”. Para além do efeito decorativo, “também aromatizam o ambiente e trazem sensações e emoções, que é isso que nós também queremos trazer na experiência de compras na Adora”.
Delineada para “mulheres activas e modernas, que procuram tendências e versatilidade e gostam de estar elegantes em todos os contextos”, a nova loja quer “que cada cliente se sinta bem e segura, independentemente da ocasião”, explica Sofia Cardoso, que seguiu este mesmo raciocínio na hora de escolher o nome. “Adora vem do verbo adorar, que significa adoração, admiração, e que é o sentimento que nós queremos despertar nos nossos clientes. Que venham e se sintam bem neste espaço”, lança o repto, em jeito de convite, por entre a azáfama própria de um dia de abertura ao público.
Ainda que a primazia seja dada ao universo feminino, na Adora há também um espaço reservado ao público masculino, “porque muitas vezes as senhoras acabam por comprar a roupa para os maridos”, nota a proprietária.

Jornalismo e moda
Desde pequena que Sofia Cardoso se sente atraída pelo mundo da moda, muito por ‘culpa’ da mãe, comerciante nesta área, a quem ajudava nos intervalos dos estudos. “Fui jornalista durante 12 anos e era o meu sonho profissional”, mas o gosto pela moda manteve-se inabalável, alimentado pelo contexto familiar, mas sobretudo por uma paixão com asas próprias que foi crescendo. “Era como se fosse um segundo sonho”, recorda. E tal como um “plano B”, Sofia Cardoso foi delineando um projecto que fizesse jus ao anseio “de abrir uma loja onde pudesse trabalhar nesta área da moda e conciliar um pouco daquilo que eu aprendi como jornalista, na área da Comunicação”.
Para isso, muniu-se das ‘ferramentas’ certas para enfrentar os desafios que teria pela frente, frequentando, nos últimos anos, algumas formações, já direccionadas para este projecto. “Fiz uma formação em Branding e Gestão de Marcas, em 2018, na Universidade Católica, em Lisboa, mas fui fazendo também algumas formações na área da Consultoria de Imagem e workshops”. Por via da profissão, Sofia Cardoso foi buscar também muita da inspiração necessária, destacando o trabalho realizado para revistas de lifestyle “onde, muitas vezes, também escrevia sobre moda”. A tudo isto, acrescenta as vivências proporcionadas pelas viagens, dentro e fora do país, onde procurou conhecer espaços que a inspirassem para este projecto.
A oportunidade de finalmente avançar com o sonho surgiu recentemente, depois de ter deixado para trás a capital e regressado às origens. “Fez sentido apostar agora neste projecto”, ao mesmo tempo que evidencia as vantagens desta oferta de proximidade. “Senti, quando vim para cá, que também é bom fazermos compras no comércio local, com a vantagem de estar perto de nós, com outro tipo de atendimento, e com características que não encontramos nas grandes superfícies nem no meio digital, a grande tendência”.
E ainda que as lojas físicas continuem a fazer sentido, por toda a experiência que proporcionam, Sofia Cardoso reconhece a importância de acompanhar os canais digitais e diz que a Adora estará atenta “a essa evolução”. Nas páginas de Facebook e Instagram, a loja de roupa aposta numa “comunicação permanente”, com propostas de looks e conselhos de moda, tirando partido “da minha experiência em jornalismo”, ao aliar “a moda e a comunicação, duas áreas de que gosto muito”.

Colecção versátil e com cores fortes
Com uma colecção onde ressaltam as “cores fortes”, e muito em particular os padrões, Sofia Cardoso diz que esta é uma das grandes tendências para a Primavera/Verão. “Temos muito presente o verde-lima, o rosa fuschia, o cor-de-laranja, a cor papaia (um laranja mais suave), o rosa chiclete (ou rosa-guloseima)”, sem descurar “as peças nas cores mais intemporais, o preto e o branco, transversais a qualquer estação”. A Adora Concept Store disponibiliza marcas nacionais e internacionais como a Ferrache, Rinascimento, Lola Casademunt (malas), SMF, BigZone Jean e Cereria Molla (fragrâncias).
Está aberta de segunda a sexta, sem interrupção para almoço, e ao sábado encerra às 13h00, excepto nas datas festivas, em que o horário é alargado para a tarde.