EXAME FINAL | De 0 a 20

0
658

Nota 6 – Linha de alta velocidade Porto-Lisboa (e Pombal?): O governo anunciou recentemente o plano de investimentos para 2030 (fazendo lembrar os tempos áureos do socratismo), que prevê uma nova linha que encurtará a viagem entre as duas principais cidades do país para 1h15. À primeira vista parece algo positivo, que irá contribuir para uma maior mobilidade e, por conseguinte, para uma maior qualidade de vida dos portugueses. Porém há sempre o reverso da moeda: relação custo / benefício? Prioridade quando comparado com outros eventuais investimentos em ferrovia / mobilidade? Acresce que a aposta nesta nova linha levará a que as existentes sejam secundarizadas, ficando adstritas a deslocações mais curtas e de índole mais local / regional. E a linha do norte, que atualmente serve Pombal, não será exceção. Ora essa inevitabilidade conjugada com o facto da nova linha de alta velocidade prevista não ter paragem em Pombal (terá em Coimbra e Leiria) contribuirá para que Pombal, a longo prazo, comece a ver cada vez mais comboios a passar e menos a parar. Não será também isso uma consequência de Pombal, ao longo das últimas décadas, não ter dado o devido valor ao facto de ser servido pela principal linha do país?! Não ter procurado aproveitar essa circunstância para potenciar a construção de um terminal de carga de mercadorias?! Ficam as interrogações, e esperamos que fiquem (por muitos anos) os comboios.

Nota 10 – Os Açores e o PS: Tive a oportunidade de estar em São Miguel nos últimos dias de campanha para as eleições regionais e no dia destas. Senti a vontade dos Açoreanos em se libertarem do socialismo que há mais de duas décadas controla tentacularmente todo o arquipélago. Ora, se efetivamente o PSD, acompanhado de outros partidos de direita, vier a governar os Açores, apesar de o PS ter ganho as eleições, significa que o PS vai provar do próprio veneno. Se em 2015 António Costa, com o apoio da esquerda radical, não tivesse aberto esse precedente (de governar sem ganhar), estou certo que em 2020 o PSD Açores não se oporia a que o PS formasse governo. Porém Costa legitimou aquilo que nos próximos anos será uma realidade regional e nacional, atendendo à cada vez maior dispersão de votos: não governa quem ganha, governa quem consegue mais apoio parlamentar. É curioso tudo isto coincidir com o momento em que o Bloco de Esquerda decide, unilateralmente, matar a geringonça, votando contra o Orçamento do Estado. É o chamado “abre olhos”. Chegaria o dia em que isto ia acontecer, em que o BE ou o PCP (também será uma questão de tempo) colocariam os seus interesses partidários à frente da vontade do PS e, até, dos interesses do país. Com amigos assim…

Nota 16 – Sporting Clube de Pombal: Rumo ao centenário! O SCP comemorou 98 anos, uma idade que nos merece respeito, admiração e consideração. Não tem tido uma velhice fácil o nosso Sporting de Pombal, mas finalmente parece que está no bom caminho: com maior estabilidade financeira, com uma maior aposta na formação e até com um investimento em novas modalidades. O caminho faz-se caminhando, pelo que estou certo que a continuar com uma gestão cautelosa, atenta e competente, o Pombal voltará a dar muitas alegrias a todos os pombalenses, afirmando-se, ainda mais, como uma referência no panorama desportivo regional e nacional.

Nota 17 – Íris Silva: Confesso que fico sempre orgulhoso quando Pombal ou algum pombalense é notícia pelas melhores razões. Foi o que aconteceu quando assisti à extraordinária prestação da Íris Silva, no “The Voice Portugal”, que encantou os mentores do programa e, certamente, o país. A Íris participou e venceu a edição de 2013 do “Crianças ao Palco”, iniciativa da Junta de Freguesia de Pombal que se tem revelado um sucesso. Força Íris, Pombal está contigo!


João Antunes dos Santos, Advogado,
Deputado Municipal PSD e Presidente JSD Distrital Leiria
joao@antunesdossantos.pt