PJ deteve grupo criminoso que provocou a morte de idosa na Roussa

0
16285

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um grupo de quatro jovens, com idades compreendidas entre 22 e os 28 anos, por presumível prática de crimes de roubo, sequestro e homicídio, ocorridos desde Fevereiro em vários concelhos da região Centro. Entre os roubos, alegadamente praticados pelo grupo, encontra-se o roubo violento a um casal de idosos da Roussa, na freguesia de Pombal, que acabou por provocar a morte de uma mulher de 85 anos.
De acordo com a PJ, os crimes terão ocorrido nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Pombal, Figueira da Foz e Coimbra.
Segundo fonte da directoria do Centro da Polícia Judiciária foi ainda detido, em flagrante delito, um quinto elemento suspeito de integrar o mesmo grupo.
“Os elementos do grupo actuavam encapuçados e, por meio de arrombamento de portas ou janelas, usando armas brancas e bastões, penetravam em casas isoladas, habitadas por pessoas idosas, que eram surpreendidas durante a noite, sendo agredidas de forma gratuita e com extrema violência e depois amarradas”, refere a PJ.
Os suspeitos foram detidos nesta terça-feira (dia 11 de Setembro) durante a “Operação Sénior”, que abrangeu diversos locais da faixa litoral, entre as cidades da Figueira da Foz e a Marinha Grande.
Na acção policial, foram encontrados e apreendidos vários objectos e documentos correlacionados com os crimes praticados, refere fonte da PJ, acrescentando que, nesta investigação, o grupo está referenciado por 19 assaltos.

Mais desenvolvimento na próxima edição impressa

Partilhar
Artigo anteriorProjecto do centro de saúde do Louriçal em discussão esta quinta-feira
Próximo artigoRENDALÍSSIMA | como afugentar mulheres
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal”, quinzenário com o qual deixou de colaborar no final de Maio de 2020.