Deputado defende rentabilização da floresta do Estado

0
869

O CDS-PP realizou uma visita à União de Freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze (UFSSA), convidando o deputado Manuel Isaac a conhecer a empresa Diamantino Malho, o Dino Clube de Santiago de Litém e o Centro Social e Paroquial de São Simão de Litém.

No dia 21 de Fevereiro, por ocasião da criação do Núcleo de Estratégias e Politicas de Desenvolvimento Locais de Alitém do CDS-PP, a estrutura concelhia realizou uma visita a algumas instituições da UFSSA, fazendo-se acompanhar do deputado Manuel Isaac. Começaram por conhecer o trabalho realizado por uma empresa de transformação de resina, que exporta 99% da sua produção, sendo uma referência empresarial em Albergaria dos Doze desde a década de 30. No entanto Diamantino Malho revelou que a capacidade de produção está subaproveitada, o que se deve a um problema relacionado com a falta de matéria-prima. “Podemos duplicar a produção”, garante.

Este foi um dos problemas notado com alguma preocupação pelo deputado Manuel Isaac, encontrando aqui uma boa oportunidade de o Estado rentabilizar a área florestal que é da sua propriedade. No seu entender, se estas propriedades públicas fossem exploradas pelas empresas, estariam a ser resolvidas duas questões, “primeiro era tratar os seus pinhais e as sua matas e ainda por cima tirar produtividade disto, não só para o próprio Estado, mas também para as empresas”.

Já na visita ao Dino Clube, alertou para a dificuldades muitas vezes sentidas para manter as infraestruturas existentes, defendendo ainda que as autarquias devem apoiar as associações desportivas, mas com um financiamento definido de acordo com o plano traçado pela instituição.

Outra das preocupações que o deputado vai levar aos locais próprios, é o facto de haver instituições como o Centro Social e Paroquial de São Simão, que aumentaram a sua capacidade para corresponder às necessidades da população idosa, mas num esforço que a Segurança Social não tem conseguido acompanhar. É disso exemplo a capacidade para 52 camas, sendo que apenas 42 estão protocoladas com a Segurança Social.

“É o segundo núcleo, faltam-nos onze”

O núcleo de Alitém é o segundo a ser criado pelo CDS-PP, que não esconde o seu objectivo de dotar todas as freguesias do concelho com estas estruturas que permitem fazer um trabalho mais próximo das pessoas. O líder da concelhia garante que estão bem encaminhados no desenvolvimento desse projecto, reforçando que “isto não é a criação de núcleo por núcleo, há uma estratégia associada”.

Uma das características passa por fazer o lançamento oficial do núcleo, simultaneamente com uma visita a instituições da freguesia e com a promoção de uma acção destinada a toda a população.

Neste caso concreto, a visita terminou com a realização de uma sessão de esclarecimento sobre IRS, mais propriamente sobre o preenchimento do IRS em 2014 e as alterações que serão verificadas em 2015. Sidónio Santos sublinhou que este tipo de acções “criam um valor na comunidade”, o que é um dos objectivos dos núcleos, sendo pautadas pela sua universalidade e também pelo “timing pertinente”.

Ana de Jesus

Notícia publicada na edição n.º 51, de 05 de Março