PS acusa Diogo Mateus de preferir combater ‘os inimigos das suas vontades’

0
1575
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A Concelhia de Pombal do Partido Socialista (PS) acusa o presidente da Câmara Municipal, Diogo Mateus, de preferir combater “os inimigos das suas vontades, dos seus caprichos e das suas ambições”. Em comunicado, os socialistas consideram que “o país e o mundo está a lutar contra uma pandemia”, mas na Câmara de Pombal “a emergência é outra”.
No comunicado, tornado público na noite deste sábado, a Concelhia liderada por Odete Alves reage a “mais uma baixa neste executivo camarário do PSD que insiste em focar a sua atenção em quezílias internas e nos interesses de poucos, em plena crise nacional e mundial”.
Em causa está a avocação, por parte de Diogo Mateus, dos pelouros à vereadora social-democrata Ana Gonçalves, que passou a exercer funções em regime de não permanência.
“Até ao momento não foi dado qualquer esclarecimento ou motivação para este desfecho, o que provoca alguma indignação, principalmente, porque o período que atravessamos necessita de um executivo forte e coeso, que seja capaz de assumir a responsabilidade que o momento exige a favor do bem comum, e não esta instabilidade que insiste em manter”, refere o PS.
Os socialistas referem que ficaram, assim como os munícipes, “sem perceber que factos ou actos deram origem a esta súbita e inesperada decisão, qual a sua gravidade e que possíveis danos possam ter resultado para o interesse público”. “Porque só actos e factos de altíssima gravidade justificam o tempo escolhido para fazer estas alterações no executivo”, frisa.
O PS garante que acompanha a situação “com preocupação e reserva”, vincando que “os pombalenses merecem estabilidade e que todos os agentes políticos e institucionais focados nas questões urgentes da comunidade”. “Exigem-se explicações e argumentos válidos. O PS tudo fará para apurar os factos e agirá em conformidade, sempre no interesse do concelho e dos seus munícipes”, conclui.

Partilhar
Artigo anteriorComo a alimentação pode ajudar na infecção com coronavírus (COVID-19)?
Próximo artigoCovid-19 | Há cinco casos confirmados no concelho
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.