Comunidade cigana entrega cabazes a famílias carenciadas

0
2081

Um grupo de famílias de etnia cigana vai entregar cabazes com produtos alimentares a 20 famílias carenciadas do concelho de Pombal, no âmbito do programa “K’Escolhas” do projecto 3I’s E6G (Intervir, Integrar e Incluir) que pretende promover a inclusão social de crianças e jovens de contextos socioeconómicos vulneráveis.
Segundo a Câmara Municipal de Pombal, “o primeiro cabaz foi entregue no passado dia 12 por um grupo de mediadores do projecto, que tem como função a definição conjunta de medidas de integração e apoio a crianças e jovens ciganos.”
Para o efeito, “a recolha de alimentos decorreu em parceria com a Igreja Evangélica Filadélfia de Pombal, e o resultado foi agora distribuído por famílias carenciadas, que não pertencem à comunidade cigana, e que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconómica”, adianta a autarquia através de uma nota de imprensa.
Resultante de uma parceria entre o município, a Associação de Desenvolvimento de Iniciativas Locais de Pombal (Adilpom), a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, o Agrupamento de Escolas de Pombal e o Agrupamento de Escolas Gualdim Pais, o programa 3I’s E6G tem como objectivos “a promoção da consciencialização para a participação cívica activa dos membros da comunidade cigana de Pombal”, pretensão que “tem já resultados expressivos no que toca à envolvência demonstrada pelos seus membros”, refere a Câmara Municipal.
A autarquia, presidida por Diogo Mateus, sublinha, ainda, que é também no âmbito do referido programa que “têm vindo a ser realizadas um conjunto de acções, que visam a mitigação de problemas socioeconómicos, como o aumento do absentismo, do abandono escolar; de comportamentos desviantes e da descriminação e exclusão social que, directa e indirectamente, possam perpetuar ciclos de pobreza consolidados na baixa escolaridade, no desemprego e na dependência institucional.”
Aquando da aprovação da candidatura pombalense ao programa governamental, na sua sexta geração, a Câmara Municipal afirmou que o projecto 3I’s E6G era um dos 88 a decorrer no território nacional e a única aprovada no distrito de Leiria.

Partilhar
Artigo anteriorPimpão realça importância em valorizar as freguesias
Próximo artigo“Minuto Beleza” com Stephanie João
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal”, quinzenário com o qual deixou de colaborar no final de Maio de 2020.