Albergarienses dão vida a livro infantil

0
876

Desde muito cedo que Cidália Dias se mostrou uma apaixonada por livros. O sonho de ela própria escrever um livro é agora concretizado com o lançamento de uma história de “mimos” e de família, com ilustrações de Jorge Valente.

No passado dia 25 de Fevereiro, por ocasião da semana da leitura e feira do livro no Externato Liceal de Albergaria dos Doze, realizou-se o lançamento do livro infantil “Rita e Fipipa – Mimos dos Avós”, editado pela Chiado Editora. Ao todo, são 28 páginas de afectos, que contam a história de um sábado passado em casa dos avós, com cunho e inspirações muito pessoais. Cidália Dias, professora de inglês há 30 anos e autora da história, revelou que foi precisamente enquanto folheava livros infantis numa das feiras realizadas nos externato que nasceu a ideia. “É um livro infantil que eu tenho de escrever, afinal não é nenhum romance como eu pensei”, lembra-se de ter concluído, e iniciou nesse mesmo dia a história, com personagens cujo nome foi inspirado nos próprios filhos. Sem ninguém saber, enviou o material para algumas editoras e eis que recebe a resposta positiva da Chiado Editora, à qual se seguiu a tarefa de encontrar o ilustrador, também ele de Albergaria dos Doze. “O Jorge Valente trabalhou para dar vida às cenas da minha história”, disse a autora, agradecendo a sua importante colaboração para que o resultado final despertasse os sentidos e ganhasse outro colorido.

A apresentação do livro e da autora esteve a cargo de uma amiga, Ana Paula Alfaiate, que destacou o tema da história. “Não precisava de ler para saber que inevitavelmente o tema do livro seria a família”, afiançou, pela forte ligação à família que reconhece na autora. Já o director do externato, António do Carmo, lançou um desafio “estive a falar com o livro e ele disse-me que não queria ser filho único”, brincou.

Após os momentos de grande emoção que se viveram, foi a vez de passar o microfone às crianças do 1º ciclo da União de Freguesias de Santiago de Litém e Albergaria dos Doze, e aos alunos do quinto ano do externato, que fizeram muitas perguntas sobre o nascimento do livro infantil. A sessão terminou com a apresentação da peça de teatro “O nabo gigante”, uma surpresa proporcionada pelo externato, que deixou as crianças ainda mais entusiasmadas.

Ana de Jesus

Notícia publicada na edição n.º52, de 05 de Março