A cidade de Pombal vai reviver, no próximo sábado, o evento Montras e Varandas Poéticas. A zona histórica e a Praça Manuel Henriques Júnior serão os cenários naturais para o espectáculo de poesia visual, com dança e música ao vivo.
Pelas 16h00, o palco principal é a zona histórica da cidade. Dezoito estabelecimentos comerciais juntam-se à iniciativa, cedendo a sua montra à poesia da dança e da música, da leitura, do teatro e da expressão plástica. Dez em dez minutos os visitantes poderão ver e sentir uma loja em movimento.
Sapataria Mónaco, Casa Neves, Chiclete, Kids and You, Barbearia Nova Ramos, Benetton, Casa Líder, Mercato, Love You Decor, Mota Longo, Casa Cacho, Sociedade de Ferragens, Mercearia da Praça, Glamour Boutique, Farmácia Barros, Tribos Urbanos, Rafelli Cabeleireiros e Lanidor, são, segundo a organização, os estabelecimentos comerciais aderentes.
Já ao cair da noite, pelas 21h30 a poesia desloca-se à Praça Manuel Henriques Júnior. O cenário central é o lago existente frente ao edifício do Teatro-Cine, que ganha cor e vida com as varandas que o rodeiam.
De acordo com a organização estarão envolvidos dez músicos, coordenados por Luís Martins, e dez bailarinos, coreografados por Sofia Falcão. Participarão o grupo de dança Danspirit, Tuna da Universidade Sénior de Pombal, Teatro Amador de Pombal, Clube de Leitura da Universidade Sénior de Pombal, Luísa Venturini e Rui Cavalheiro.

Partilhar
Artigo anteriorCiclo de caminhadas inicia-se na Ilha
Próximo artigoQuim Barreiros nos Barros da Paz
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.