Maria Luís Brites apresenta ‘Vidas em Chamas’

0
159

A escritora pombalense Maria Luís Brites vai apresentar, no próximo sábado, o seu mais recente livro “Vidas em chamas”. A sessão decorrerá às 17h00 nos Claustros dos Paços do Concelho, onde será também inaugurada a exposição de pintura “Retrospectiva” de autoria de Armando Rocha, com actuação da Escola de Música da Filarmónica da Guia.
Segundo a autora, o livro é uma “novela, escrita na terceira pessoa ao jeito de biografia” que poderá parecer “um diário ou um ‘vezário’, uma confissão no sentido religioso do termo sem penitência a cumprir para obter a absolvição”. “É sobretudo o retrato de vida de uma sociedade do Sul da Europa pequeno – burguesa, provinciana, durante o século XX, onde se apontam os acontecimentos que a fizeram estremecer ao longo das décadas.”
“Vidas em chamas” é uma “antologia de quatro novelas com personagens, temas, locais e tempos de acção completamente diferentes, mas ligados pelas alegrias, tristezas, sofrimento, luta e coragem dos seus ‘heróis’: mulheres na crise política de 85-1383, o capitão Junqueira antes e depois da deflagração da Guerra Colonial em Angola, a Priscila vítima de uma família em conflito, rebelde, infeliz, com uma adolescência desastrosa baloiçando entre amores e, ainda, a ‘Você, tu, eu ou outra qualquer’ à guisa de autobiografia da Veneranda dos Remédios que retrata a sociedade portuguesa durante a primeira metade do século vinte”, refere a respectiva sinopse.
Com 85 anos de idade, Maria Luís Roldão Brites Bustorff é licenciada em Filologia Germânica, tendo leccionado durante cerca de quatro dezenas de anos. Foi tradutora e autora de obras didácticas para o ensino do Inglês e do Alemão. Publicou diversas obras de romances, de contos e poesia.
Em 2014 foi distinguida pelo Município de Pombal com a Medalha de Mérito Municipal Cultura (grau prata) pelos “serviços prestados à cultura, à história e ao conhecimento”.

Partilhar
Artigo anteriorPombal acolhe encontro nacional das cidades educadoras
Próximo artigoN(A) ESCOLA DA VIDA | Anda, anda daí!
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.