Benefício na factura electrónica diminuído

0
723

A Câmara Municipal vai reduzir de 50 para 35 cêntimos por documento o benefício a conceder aos clientes que adiram à factura electrónica. Segundo o presidente da Câmara Municipal, esta alteração tem como objectivo o equilíbrio entre o benefício e os custos suportados pela autarquia.

Recorde-se que esta medida foi aprovada para fomentar a adesão à factura electrónica que respeita ao consumo de água, taxas de saneamento e de recolha de resíduos sólidos urbanos e que o seu valor foi calculado com base nos gastos do Município com a emissão e expedição dos documentos. Diogo Mateus garantiu que a Câmara não tenciona proceder a qualquer alteração no tarifário em vigor, mas explicou que será necessário avaliar anualmente o referido benefício.