Rafaela Alves é a nova presidente da Associação Pombal Jovem

0
572
Rafaela Alves sucede a Gil Barros na direcção da APJ (foto da equipa no dia da tomada de posse)

No dia da passagem de testemunho a Rafaela Alves, Pedro Barros mostrou-se satisfeito com o trabalho realizado pela Associação Pombal Jovem (APJ) no mandato que agora termina. “De uma forma geral, foram três anos positivos, tendo em conta as circunstâncias que vivemos e nos condicionaram”. No mini-auditório do Teatro-Cine de Pombal, momentos após a eleição dos novos órgãos sociais, realizada na tarde do dia 3, Pedro Barros evidenciou os constrangimentos causados pela pandemia à dinâmica da associação, mas que não impediram, ainda assim, a concretização de algumas actividades. Incluem-se aqui a segunda edição do Pombal Fit, um evento lançado por iniciativa da direcção de Pedro Barros e cujo sucesso justifica a sua continuidade, e a habitual recolha de alimentos, iniciativa com um longo historial na vida da APJ.
Depois de ter sido a vice-presidente no anterior mandato, Rafaela Alves assume agora a liderança de uma equipa que conta com o contributo de jovens de diferentes faixas etárias. Uma função que a nova presidente encara como “um grande desafio” e com “expectativas elevadas”, fazendo jus ao valor que reconhece naqueles que integram os órgãos sociais.
Rafaela Alves diz que o objectivo, para os próximos três anos, é “crescer a vários níveis” e, para isso, o trabalho a desenvolver deverá abranger “diversas áreas”, sem, contudo, querer desvendar, para já, os projectos idealizados.
O objectivo passa, de igual modo, por fomentar o associativismo juvenil, numa altura em que as novas gerações se mostram pouco receptivas a integrar estes movimentos. A presidente da APJ diz que é preciso contrariar esta realidade e, para isso, a recém-eleita direcção quer trabalhar de perto com as associações de estudantes para, mais facilmente, chegar a esta camada da população. A própria APJ está receptiva à participação e ao contributo dos jovens que tenham ideias que gostassem de ver concretizadas, realçou a dirigente. “Queremos ser um braço direito das associações de estudantes do concelho”, apontou Rafaela Alves.

 

Grupo reuniu-se no dia 26 de Novembro para assinalar a data
Jantar dos 20 anos enaltece trabalho de Gil Barros
Foi ainda com Pedro Barros na presidência da direcção que a Associação Pombal Jovem assinalou os 20 anos de vida. Durante o jantar no restaurante O Tirol, realizado a 26 de Novembro, Pedro Barros aproveitou a presença do primeiro presidente e um dos impulsionadores do projecto para lhe agradecer o trabalho feito ao longo dos 14 anos de liderança. “Cá estaremos para manter o legado que nos deixaste e fazê-lo crescer”, referiu, dirigindo-se a Gil Barros. O mentor da “associação que sempre fez coisas diferentes”, porque “para fazer igual a tantas outras não valia a pena”, recordou a altura em que “eu e um grupo de malucos decidimos avançar com a associação”. Gil Barros recuou ao passado para lembrar como tudo começou, nomeadamente as vicissitudes do arranque de um projecto que tinha no seu comando gente muito jovem e sem experiência no associativismo.

Gil Barros, primeiro presidente da APJ, Pedro Pimpão e Pedro Barros no jantar dos 20 anos

Mas foi também com alguma mágoa a sobressair no discurso que o antigo presidente lamentou que hoje em dia o espírito associativo esteja “morto”, sublinhando a necessidade de se mudar esta realidade.
Presentes também no jantar estiveram a representante do Instituto Português de Desporto e Juventude (Região Centro) e o presidente da Câmara Municipal, Pedro Pimpão. O autarca disse que é preciso “ter muitas associações juvenis em Pombal” e “criar condições para que os projectos [nomeadamente os diferenciadores] se possam concretizar”.
Sobre a APJ em concreto, o edil elogiou o “espírito de iniciativa” e de “proactividade” da associação aniversariante, assumindo o compromisso de “apoio”, por parte do município, aos projectos que desenvolvam.

*Notícia publicada na edição impressa de 15 de Dezembro